Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

porque tudo acontece...

pub

a tocar agora:

ouvir emissão

25.05.21

Vouzela: Espetáculo "Um Sorriso de Liberdade" presta tributo a Maria do Carmo Bica

Evento homenageia ativista que defendia e promovia a região.


por Redação o largo.

Facebook UMAR União de Mulheres Alternativa e Resposta

A autarquia de Vouzela vai prestar tributo à ativista Maria do Carmo Bica com o espetáculo "Um Sorriso de Liberdade". O evento acontece no dia 30 de maio, data do seu aniversário.

O espetáculo contará com vários grupos da região de Lafões, "região que Carmo Bica tanto amava, defendia e promovia, e que juntos, ao redor da música, pretendem eternizar o sorriso genuíno e tão característico desta filha da terra, que partiu precocemente aos 57 anos de idade", sustenta a autarquia.

A Sociedade Musical Cultura e Recreio de Paços de Vilharigues, o Grupo de Cantardes de Carvalhal de Vermilhas, o Grupo de Trajes e Cantares de Cambra, Grupo Vozes da Terra, Grupo de Cantares “Vozes d'Aldeia”, As Vozes de Manhouce com Isabel Silvestre e Francisco Fanhais estão confirmados neste evento que tem início a partir das 17h. A iniciativa acontece no Parque da Liberdade, em Vouzela.

Marai do Carmo Bica nasceu em Paços de Vilharigues, Vouzela, em 1963. Engenheira agrícola, ficou marcada pelo associativismo, sendo uma das vozes que se bateram contra o abandono do interior. Durante dezoito anos, foi dirigente da Associação de Desenvolvimento Rural de Lafões e, até à sua morte, em 2020, dirigia o jornal Gazeta da Beira. Fez parte da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) e foi militante do PCP e do Bloco de Esquerda. Acabou por morrer a 17 de agosto de 2020 vítima de cancro.

publicidade

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
webmaster@olargo.pt
estamos no facebook, no twitter e no instagram.
escute a emissão d'torna-se nosso patrono.

Informação

Estamos em formação

Durante os próximos dias, a atividade editorial d'o largo. estará reduzida para melhorar a forma como trabalhamos e organizamos todo o fluxo editorial. Pedimos desculpa.