Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

#informação #entretenimento #rádio

09.10.19

TDT: ANACOM aprova plano de migração da rede

Espetadores não terão comprar descodificadores ou subscrever qualquer serviço.


Bruno Micael Fernandes

Pplware/Direitos reservados

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) aprovou o plano de migração da rede de Televisão Digital Terrestre (TDT) para a libertação da faixa dos 700MHz para a quinta geração móvel (5G). O anúncio foi feito esta terça-feira. 

Desta forma, o regulador já definiu o calendário destas alterações que serão executadas pela Altice, depois desta ter mostrado várias preocupações relativamente a esta mudança. "A ANACOM flexibilizou o calendário, face ao roteiro que tinha estabelecido, atentas as preocupações manifestadas pela MEO, pelo que caberá a esta empresa, que é responsável pela difusão e transporte do sinal de televisão digital, estabelecer o calendário e o ritmo dos trabalhos, dentro dos limites definidos", refere a instituição. 

A mudança de frequências arranca já no próximo dia 27 de novembro com um teste piloto no emissor de Odivelas Centro, sendo que o emissor passará do canal 56 para o 35. Os restantes 239 emissores que compõem a rede começaram a ser intervencionados "entre a 3.ª semana de janeiro e a 1.ª semana de fevereiro de 2020", sendo que as alterações estarão concluidas no dia 30 de junho de 2020. "O processo vai iniciar-se de sul para norte e terminará nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira", acrescenta a ANACOM, sendo que o mesmo será feito por zonas.

O que muda para os espetadores? 

Praticamente nada. O regulador diz que os utilizadores da rede TDT só têm que "sintonizar o seu televisor, usando o comando da televisão ou da Box TDT", sendo que não é necessária a reorientação da antena ou comprar um descodificador ou uma televisão. "Ninguém terá que subscrever serviços de televisão paga (pacotes de televisão), pois todas as pessoas poderão continuar a ver televisão gratuita, como acontece agora", alerta a ANACOM, acrescentando que, caso o ecrã fique negro, só é necessário fazer nova sintonização. A entidade pede que as "tentativas de terceiros" para que os espetadores adiram a serviços ou comprem equipamentos, com o "argumento fraudulento" de que os mesmos são necessários para continuar a ver televisão, devem ser denunciados. 

Caso hajam problemas durante o processo de migração, será disponibilizada uma  linha de apoio telefónico gratuito, sendo que também serão disponibilizadas equipas técnicas caso os problemas de sintonia não sejam resolvidos através daquela linha. 

A oferta de TDT é das mais pobres da Europa, tendo apenas nove canais: RTP 1RTP 2RTP 3, RTP Memória, RTP AçoresRTP Madeira (nas respetivas regiões autónomas), SICTVIAR TV

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade