Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

onde tudo acontece...

21.09.18

RTP: Contrato de Fernando Mendes causa mal estar nos trabalhadores


Bruno Fernandes

RTP/Direitos reservados

Fernando Mendes viu o seu contrato com a RTP aumentar para os 20 mil euros por mês. Mas a renovação não caiu bem junto dos trabalhadores da estação pública. 

A Comissão de Trabalhadores da RTP (CT) emitu um comunicado na noite desta quinta-feira, manifestando-se por um "tratamento" que considerem "justo e quitativo daqueles que dão tudo pela RTP todos os dias, os seus trabalhadores". 

A CT descreve a situação dos recursos humanos da empresa como "desastrosa. "A idade média dos trabalhadores no quadro efectivo é de 49.9 anos, grande número deles abandonou a empresa nos últimos anos, mais de metade dos que ficaram exerce funções acima do seu descritivo funcional, sem serem pagos para isso", descreve o órgão. Para além disso, a RTP é acusada de manter "centenas de trabalhadores em situação de prestação de serviço que já deveriam ter sido integrados". 

Apesar de não pôr em causa a  "avaliação do merecimento destes valores ou outros quaisquer por parte de um profissional de televisão que decerto os merece", o grupo representativo quer respostas para os problemas que a estação pública atravessa: a "degradação técnica da RTP e os recursos humanos e fazendo em todas as reuniões a mesma pergunta: Para quando os reenquadramentos de 2018?". 

No entanto, a CT diz que a administração se desculpa com o Festival Eurovisão da Canção. "Gastámos muito no Eurofestival. Assim, o Eurofestival, que o próprio Dr. Gonçalo Reis tinha garantido à CT que nunca seria pago pelos trabalhadores, transformou-se no alibi perfeito para os manter parados salarialmente", atira a CT, que faz a ressalva que Gonçalo Reis disse na Assembleia da República que a RTP gastou 3,9 milhões de euros no evento. 

"Então mas, se a RTP gastou menos do que se esperaria no Eurofestival, vai atingir resultados positivos tranquilamente e pode aumentar apresentadores entrando na loucura televisiva deste Verão, porque é que não pode fazer reenquadramentos profissionais dos seus trabalhadores?", pergunta a CT no mesmo comunicado para logo a dizer que apoia "o pedido de auditoria às contas da RTP feito pelo Conselho de Opinião". 

"Se este Conselho de Administração tem um plano para mudar o rumo da RTP, resolver a degradação técnica da empresa e o caos dos seus recursos humanos é tempo de dizer qual é, de o explicar e de o quantificar, senão o fizer, é tempo de passar a palavra aos trabalhadores para, através das formas de pressão ao seu dispor, mudarem a empresa", conclui. 

A CT vai reuniar com o Conselho de Administração já no próximo dia 24. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
publicidade
wook é uma oferta?