Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

onde tudo acontece...


sobreprogramaçãoo que já tocou?

em direto estamos no ar... em emissões experimentais

03.12.19

Público sai do "Nónio"

Plataforma "não se enquadra" na estratégia do diário do grupo SONAE


por Bruno Micael Fernandes

Divulgação

O jornal Público anunciou esta terça-feira a saída da plataforma Nónio, o sistema comum de registo de utilizadores adotado pela imprensa nacional. A decisão foi comunicada no site do jornal. 

A decisão é estratégica. Cristina Soares, administradora do jornal, refere, que a plataforma "não se enquadra na estratégia do Público para os próximos anos", apesar de reconhecer a "inovação" do Nónio. O diário do grupo SONAE frisa a aposta "num esforço para aumentar as assinaturas online", além das iniciativas que o jornal lançou recentemente como o "P Superior" ou o "Público na Escola". "Em abril, (o Público) anunciou novos limites aos conteúdos gratuitos no site, com o objectivo de transformar mais leitores em assinantes.(...) Em agosto, os assinantes online superaram pela primeira vez os números de vendas em banca", refere o diário na sua versão online

Adotado em larga escala pelos media em janeiro deste ano, a plataforma Nónio junta setenta sites de comunicação social portugueses num projeto "pioneiro" de "segmentação de audiências. O Nónio tem como meta o reforço da presença dos media nacionais no mercado publicitário digital face ao domínio de actores globais como o Google e o Facebook. Em Portugal, estas duas grandes empresas globais captam 70% do investimento publicitário no digital. Os restantes 30% são disputados por todos os outros sites", refere a plataforma no seu site. Após um limite variável de conteúdos de livre acesso, os sites obrigam a um registo gratuito para poder continuar a aceder a mais conteúdos. O registo é comum, podendo ser usado os mesmos dados para aceder a todos os sites. Segundo a plataforma, os meios de comunicação pertencentes à plataforma "reúnem 85% da audiência nacional de internet". 

encontraste um erro? propõe uma correção ou, simplesmente, fala connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
ouve o largo.fm e torna-te nosso patrono.

no informadouro...


toda a informação regional atualizada no canal Informadouro.