Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

onde tudo acontece...

onde tudo se ouve...

sobre | spotify


As emissões d'o largo.fm serão retomadas em janeiro

04.12.19

O Post 1000


Bruno Micael Fernandes

o largo.

Este é o post 1000. 1000 histórias, 1000 situações,... 

"Mil" é uma marca a assinalar na nossa curta história. 

Afinal, somos apenas um blogue.

Informativo. Crítico. Sem agendas escondidas. O dinheiro que usámos para financiar isto vem das nossas atividades profissionais. Temos famílias para alimentar, empréstimos do carro ou da casa para pagar. Somos cidadãos comuns que têm uma paixão pelo jornalismo. Pela arte de contar histórias. Pela forma como elas se entrecruzam. Fazemos liveblogs, fazemos vídeos. Somos uma equipa tão pequena para alimentar uma coisa tão grande. 

Mas, na essência, somos apenas um blogue. 

Nos idos de agosto de 2017, saído que estava de um emprego e de um projeto radiofónico, comecei a magicar, na pequena secretária do meu quarto, um blogue onde daria as notícias culturais locais que, a não ser os jornais de proximidade, poucos escreviam. Surgia o "Largo do Beco".

Que bonita antítese para título

O espectro de conteúdos foi aumentando, a equipa também. As ideias não cabiam num só lugar. Fomos (e somos) rádio, podcasts e uma voz! Somos informação cultural e regional. Fomos emprego e empreendedorismo e estivemos sob escuta. 

Crescemos em público mas continuamos a ser poucos para alimentar um "monstro". A nossa redação é a casa de cada um! Os nossos afazeres pessoais e profissionais misturam-se com o "bichinho" de informar e, por vezes, o "bichinho" é afogado pelo dia-a-dia. "Não adianta sermos os primeiros: o que interessa é sermos bons!", penso para com os meus botões.

Estamos horas à volta do que fazemos. Fins de semana inteiros. Noites a fio. Repito para comigo: "Não adianta sermos os primeiros: o que interessa é sermos bons!"

Mas a ditadura dos números suplanta isso! Suplanta vontades. Suplanta sonhos. É certo que perdemos leitores devido às ditaduras dos algoritmos dos que podem pagar por alcance mas também por nossa culpa: afogamos o "bichinho" com afazeres diários. Mas torno a repetir para comigo: "Não adianta sermos os primeiros: o que interessa é sermos bons!". 

Tantas vezes que repito isso até à exaustão. Talvez para acreditar que somos bons! Quando tenho dúvidas, olho para a equipa que colaborou (ou colabora ainda) com o largo. ao longo destes anos: a Cláudia e a Joana saíram porque a sua paixão pelo cinema foi mais forte que o flirt pela comunicação social; à Flávia, espera-lhe altos voos por terras mais a norte do Minho; e a Cristiana está por outras paragens a norte do Tejo. No caminho, a Helena juntou-se à equipa. E a Angélica que já se estreou como cronistas e que terá uma participação mais regular. Ah! Já me esquecia do Miguel que colaborou para que parte do código do blogue funcionasse do jeito certo. E das equipas dos parceiros 

Todos são diferentes. Todos têm vidas diferentes! Todos acrescentam aprendizagem à equipa e aos leitores. Não me posso queixar do que o largo. já me deu nestes mil posts. 

E também não posso prometer que haverão mais 1000 posts. Mas posso prometer que os próximos posts que se escreverão por aqui serão escritos com o mesmo amor pelo jornalismo que tivemos no primeiro dia. 

estamos no facebook e no twitter.
Escuta o largo.fm e torna-te patrono.
publicidade