Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

onde tudo acontece...

onde tudo se ouve...
emissões experimentais

sobre | spotify

09.11.19

Morreu Maria Perego

A criadora do Topo Gigio tinha 95 anos.


Bruno Micael Fernandes

Maria Perego/Topo Gigio SARL

A marionetista italiana Maria Perego morreu esta quinta-feira em Milão. O anúncio foi feito pelo amigo e administrador da empresa "Topo Gigio" Alessandro Rossi que não adiantou grandes detalhes sobre a circunstâncias do falecimento. "Topo Gigio parecia retirar a sua vida das mãos dela e, com ela, viajou até países de todo o mundo", declara

A criadora de um dos ratos mais famosos do mundo nasceu em Veneza em 1923. Neta de um bonecreiro, cedo começou a trabalhar em televisão. 

Em 1959, cria, com o marido Federico Caldura, o "Topo Gigio". No entanto, o sistema de manuseamento do boneco ainda não era "perfeito", nas palavras de Perego, e, por isso, a autora diz que o rato só "nasceu em 1961". Apesar do sucesso alcançado pela marioneta em Itália, a RAI não quis assinar a contratação de uma série. Maria Perego decidiu levar o boneco à Suiça e à Alemanha. Esse facto levou a diversos problemas legais entre a autora e a estação pública italiana. 

Em Portugal, o Topo Gigio tinha presença assídua na RTP através da transmissão do "Sequim D'Ouro" (na versão original "Zecchino d'Oro").  Trazido para Portugal pelo pianista Rui Guedes e com a voz de António Semedo, em 1981, o rato aparecia nas televisões antecedendo as músicas para mandar as crianças dormir com a "Canção Do Gigio", composta por José Cid. Ainda nos 80 do século XX, Topo Gigia apareceu no programa "Topo Gigio e o Pianista", que teria 26 episódios.

Mais tarde, já nos anos 90, o produtor Ediberto Lima repesca a personagem para conversar com João Baião no "Big Show SIC". O rato manter-se-ia no programa ao longo de três temporadas. O boneco também teve direito a uma revista em português editada pela "Abril/Controljornal" (atual Impresa Publishing).

Também em Portugal, Maria Perego dirigiu a ópera italiana "El Retablo de Maese Pedro", baseado num episódio de "Dom Quixote", da autoria de Manuel Falla. A ópera esteve em cena na Fundação Calouste Gulbenkian nos anos 70, tendo sido, segundo o site da marionetista, a única apresentação internacional da peça. 

Maria Perego tinha 95 anos. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade