Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o largo.

porque tudo acontece...

a tocar agora:


ouvir emissão

22.04.21

“Como pão para a boca": Poemas quentinhos ao domicílio todas as manhãs


por Redação o largo.

Há onze semanas que Nuno Garcia Lopes entrega "poemas quentinhos ao domicílio todas as manhãs". De segunda a sexta-feira o poeta e divulgador literário lança no Facebook, Instagram e Youtube um vídeo com a leitura de um poema, num formato assumidamente caseiro, quer pelas imposições do confinamento, quer como forma de sublinhar "que a intervenção artística e cultural pode acontecer independentemente de todos os grilhões que nos prendam", explica.  

Natural de Linhaceira, concelho de Tomar, este "escritor, contador de histórias e comunicador" - como se define - lançou em fevereiro a iniciativa "Como pão para a boca" para “oferecer um momento de satisfação àqueles que estão privados do acesso às bibliotecas e aos outros espaços culturais, mostrando que a cultura está viva e que também é, a seu modo, uma arma contra a pandemia”.

Amanhã, 23 de abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, Nuno Garcia Lopes irá assinalar a data com palavras de Fernando Pessoa no poema “Liberdade”: “Ai que prazer / Não cumprir um dever, / Ter um livro para ler / e não o fazer!”. A escolha deste emblemático texto pessoano servirá, segundo o autor, "para enfatizar o facto de que o livro continua a ser um dos maiores espaços de liberdade que temos ao nosso dispor, quer pelo conteúdo, quer enquanto objeto portátil de transmissão de conhecimento". Será também o 55ª episódio a ser disponibilizado, amanhã de manhã, por este "contador de histórias" na suas redes sociais. Os vídeos, em que há também a preocupação de apresentar clássicos, muitos deles esquecidos ou desconhecidos, ficam igualmente disponíveis em www.nunogarcialopes.pt.

publicidade

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
webmaster@olargo.pt
estamos no facebook, no twitter e no instagram.
escute a emissão d'torna-se nosso patrono.