Shaiith

Cosmologia

O mistério que persiste no nosso cosmos não é desanimador
0 Partilhas
0
0
0

O que é a matéria escura? Quais são as leis da física que explicam os primeiros instantes do nosso universo? Existe apenas um ou múltiplos universos?

Estas e outras questões figuram na obra “O pequeno livro de Cosmologia” da editora Gradiva, escrito por um dos maiores cosmológicos mundiais, Lyman Page.

Os curtos capítulos da obra incluem os fundamentos, a composição e evolução do cosmos, a radiação de fundo de microondas e o célebre “Modelo Padrão da Cosmologia”.

O estilo do texto é didático e auxiliado pelas ilustrações, das quais destaco uma imagem designada de “enxame de bala“ repleta de galáxias e onde se consegue perceber a presença de matéria escura.

E assim que Page ajuda o leitor a compreender os conceitos básicos da física e a interpretar as últimas descobertas.

Sabemos hoje bem mais do que há algumas décadas pois temos ao nosso dispor formas mais rigorosas de medir, por exemplo, o fundo cósmico de microondas.

Desta forma conseguimos com mais certeza descrever a idade, o tamanho e a geometria do nosso Universo, bem como a velocidade da sua expansão.

O livro encerra com o capítulo “As fronteiras da cosmologia”. Nele o cientista descreve as áreas de investigação mais promissoras que vão desde o estudo da massa de neutrinos até à busca de enxame de galáxias, passando pelas ondas gravitacionais. Há portanto muito por descobrir.

Mas o mistério que persiste no nosso cosmos não é desanimador. Pelo contrário, é força motriz para desenvolvermos novos instrumentos de medição e teorias ainda mais profundas e unificadoras.

As perguntas que iniciaram este texto não têm ainda resposta. Mas continuemos atentos ao trabalho de Page e de muitos outros.

Amanhã saberemos mais.


Este texto é publicado n‘o largo. no âmbito do projeto “Cultura, Ciência e Tecnologia na Imprensa”, promovido pela Associação Portuguesa de Imprensa. 

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

0 Partilhas
Há mais para ler...