Lavradores de Feitoria
Lavradores de Feitoria

Trio de vinhos Lavradores de Feitoria entram no verão com um refresh nos rótulos

Colheita 2021 de Tinto, Branco e Rosé são os primeiros a apresentarem o upgrade
2 Partilhas
2
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 6 meses, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

Sem perder a identidade Douro expressa no blend de castas autóctones plantadas nas várias quintas da Lavradores de Feitoria, o trio de vinhos com o mesmo nome da empresa duriense chega ao verão com um novo rótulo.

“Não foi uma mudança arrojada” admite a empresa, acrescentando ter optado por um upgrade no papel e da textura das linhas que envolvem o rio duriense, que ganhou formas distintas nas três referências, unidas em diferentes feitios quando juntos.

O logo da Lavradores de Feitoria ganhou também um novo destaque “como marca umbrella, neste e em futuros novos rótulos – e vinhos”, explica a empresa duriense.

Vinhos leves, frescos e frutados, produzidos a partir das vinhas mais jovens e com estágio em inox, são descomplicados, ideais para o consumo do dia-a-dia, a solo ou a acompanhar refeições descontraídas.

No ‘Lavradores de Feitoria branco 2021’ procura-se frescura e acidez, conseguida com uvas plantadas em parcelas de cotas mais altas, onde a Malvasia Fina, o Gouveio e a Síria são uma constante. A sua cor é palha limão e o seu nariz muito fresco, aromático, elegante e frutado. Apresenta notas de fruta seca, como pêra, ananás e frutas tropicais. Na boca, a entrada é fresca e frutada. Tem uma boa acidez e mineralidade, suportadas por notas de alperce e citrinos maduros. É um vinho muito vibrante e com um final bastante equilibrado. Este branco pode ser servido como aperitivo, a solo ou à mesa. É um vinho ideal para os dias de Verão em que apetece uma refeição leve e fresca, pois harmoniza na perfeição com saladas, sopas frias, peixes magros, mariscos, carnes brancas e pastas com molho branco.

O ‘Lavradores de Feitoria rosé 2021’ éum vinho com notas frutadas, mas seco na boca. É um rosé assumidamente gastronómico, feito maioritariamente à base de Touriga Franca, num blend com outras castas. Com uma cor rosa líchia, este rosé é elegante, harmonioso e bastante frutado. No nariz, apresenta fruta do tipo morango, com nuances de alperce muito fresco. Na boca caracteriza-se como um rosé leve e fresco, elegante e bastante frutado. Detém um agradável sabor de frutos silvestres, como framboesa, alperce e cereja. Ideal para acompanhar com pizza, tapas, carnes brancas e massas com molho branco.

E porque há pratos que pedem um tinto fresco e suave, o ‘Lavradores de Feitoria tinto 2021’ é uma excelente opção. Este é um tinto que celebra a união das castas tintas mais icónicas do Douro – Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinta Barroca e Touriga Nacional – e onde a fruta é rainha.  De cor vermelho vivo brilhante, tem um nariz exuberante, limpo e bastante frutado, apresentando uma fruta madura bem típica dos vinhos do Douro. Nota-se a presença de amora silvestre e ameixa preta. Na boca é um vinho fresco, frutado, suave e muito elegante. A sua acidez é equilibrada com taninos macios e aveludados. Pleno de fruta, apresenta um final fino e vibrante. Este é um vinho para beber à mesa, entre amigos e familiares, e acompanha com entradas, tapas, pasta, pratos de carne e caça.

As três referências estão disponíveis de Norte a Sul e ilhas em super e hipermercados com um preço de venda ao público de €5,89. O branco e o tinto existem no formato de bag-in-box de 2 litros, a valer €9,49.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

2 Partilhas
Há mais para ler...