Investigadores da UMinho lançam podcast sobre os oceanos

Projeto está disponível nas principais plataformas de streaming.
Investigadores da UMinho lançam podcast sobre os oceanos
Universidade do Minho
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 2 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado.

Uma equipa do Centro de Biologia Molecular e Ambiental (CBMA) da Universidade do Minho lançou o podcast “Uma Gota no Oceano”, para os cidadãos conhecerem melhor os oceanos e perceberem como os impactam. O projeto está disponível ao público nas plataformas Spotify e Google Podcasts e é cofinanciado pelo Programa EEA Grants, de Islândia, Liechtenstein e Noruega.

Cada episódio quinzenal tem um convidado e um tema diferente. As primeiras sessões focaram a prática de surf e mergulho, os tesouros das florestas marinhas ou o ativismo e arte em prol do oceano. No presente episódio, a bióloga brasileira Sofia Aranha reflete se os tubarões são uma ameaça ou, pelo contrário, se estão cada mais ameaçados.

Sabia que, em média, 70% dos peixes capturados por arrasto são devolvidos ao mar? Ou que as algas produzem 55% do oxigénio do planeta, além de purificarem as águas e de terem aplicações em culinária, medicamentos, moldes dentários e revestimentos têxteis? E, afinal, quem deu o nome aos oceanos? Estes são alguns tópicos dos 24 episódios previstos, que são moderados por Fábio Faria e têm convidados como o músico e ativista Barba Azul, o investigador João Franco, o instrutor de mergulho e náutica de recreio Ricardo Santos, a bióloga Ana Margarida Faria, o formador de surf Rui Silva ou o professor Leonel Pereira, entre outros.

“É difícil proteger algo que desconhecemos ou do qual sabemos pouco, por isso pretendemos neste espaço informal empoderar as pessoas sobre o precioso e frágil oceano, partilhar informação baseada na ciência e fomentar comportamentos responsáveis pelo ambiente”, explica Fernanda Cássio, diretora do CBMA e coordenadora do projeto, que é pensado em especial para os jovens, mais habituados aos podcasts. “Cada um de nós tem o seu papel, não somos apenas uma gota, mas mais uma gota para o futuro saudável do oceano”, acrescenta o investigador Pedro Gomes, que tal como Fernanda Cássio é também professor no Departamento de Biologia da Escola de Ciências da UMinho (ECUM).

O projeto visa assim afirmar a literacia do oceano, a comunicação de ciência e aproximar os agentes marinhos dos cidadãos, “que assim apanham a onda e temperam com sal o corpo e a mente”. “Uma Gota no Oceano” tem recebido seguidores e reações positivas de todo o mundo, inclusive educadores que aqui podem encontrar “momentos formativos úteis” para a sua prática profissional ou promotores que procuram novas abordagens sobre o corpo de água que circunda os continentes e que cobre a maior parte da superfície da Terra. O site oficial é umagotanooceano.pt.

Este texto é publicado n’o largo. no âmbito do projeto “Cultura, Ciência e Tecnologia na Imprensa“, promovido pela Associação Portuguesa de Imprensa

Total
0
Partilhas
Artigo anterior
Missa “Salve Regina” esgota Sé de Vila Real

Missa "Salve Regina" esgota Sé de Vila Real

Artigo seguinte
Vila Nova de Cerveira promove conferência sobre emigração nos séculos XIX e XX

Vila Nova de Cerveira promove conferência sobre emigração nos séculos XIX e XX

Há muito mais para ler...