Reprodução Correio da Manhã/Record

Morreu a jornalista Marta Louro

A repórter do Correio da Manhã tinha 27 anos.
21 Partilhas
21
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 9 meses, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

A jornalista Marta Louro morreu esta quarta-feira, vítima de um acidente de viação. Atualmente, era repórter do Correio da Manhã e da CMTV.

A jornalista seguia em reportagem numa moto no Eixo Norte-Sul, em Lisboa, que colidiu com uma viatura entre as saídas das Laranjeiras e Sete Rios. Segundo fontes policiais, um dos passageiros do motociclo foi “projetado por cima do separador”. O condutor da moto, também colaborador do CM, sofreu ferimentos graves e está internado no hospital de Santa Maria, em Lisboa. Já Louro não resistiu aos ferimentos e o óbito foi declarado no local.

Formada em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Lisboa, Marta Louro fez estágio no jornal do grupo Cofina, tendo trabalhado também na Rádio Pax, em Beja.

Tinha 27 anos.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

21 Partilhas
Há mais para ler...