Marinha Grande: músicos portugueses apelam à consciência ambiental em exposição “Portugal Mais Verde”

Iniciativa insere-se no projeto intermunicipal “Portugal Acústico – Nos Braços do Património”, “Portugal Acústico – Nos Braços do Património”, que abrange os concelhos de Arruda dos Vinhos, Caldas da Rainha e Marinha Grande.
Município da marinha Grande
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 2 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado.

António Zambujo, Bárbara Tinoco, Carolina Deslandes, D.A.M.A, Diogo Piçarra, Miguel Araújo ou Xutos & Pontapés são apenas alguns dos onze músicos e bandas portugueses que se juntam numa exposição para apelar à consciência ambiental: “Portugal Mais Verde” é o nome da exposição que estará patente até 01 de maio no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, na Marinha Grande.

Em comunicado, a autarquia marinhense explica que a exposição junta “conselhos e práticas ambientais” de onze artistas que, “nos últimos 20 anos, lançaram álbuns em formato acústico” e “obras de artes plásticas dos artistas nacionais Sr. Lixo e Patrícia Pescada, elaboradas a partir de lixo marinho e materiais reciclados”. Os artistas e bandas participam nesta exposição através de “fotografias, mensagens e vídeos” e da exposição de objetos pessoais.

A mostra insere-se no projeto intermunicipal “Portugal Acústico – Nos Braços do Património” que abrange os concelhos de Arruda dos Vinhos, Caldas da Rainha e Marinha Grande, com vista a “promover os valores culturais e patrimoniais” daqueles municípios.

A exposição é visitável aos fins-de-semana, entre as 10h e as 13h e as 14h e as 18h. Já durante a semana, de terça a sexta, é necessária marcação prévia, através do email [email protected] ou pelo telefone +351 244 573 377.

Total
0
Partilhas
Artigo anterior

Sátão: já arrancou a iniciativa "Pelas Mãos de Quem Sabe!"

Artigo seguinte

Graça Morais vai ser Doutora Honoris Causa

Há muito mais para ler...