Emissão da Russia Today suspensa em Portugal

Emissão em direto mantém-se disponível no site da estação.
Benoît Prieur (CC-BY-SA)
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 2 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado.

O bloqueio dos canais russos na Europa já está a ter efeitos em Portugal: a emissão dos canais Russia Today já está bloqueada nas operadoras nacionais

A Vodafone Portugal cortou o sinal do Russia Today e do RT Documentary perto da 12h30, substituindo a emissão pela mensagem “A emissão deste canal encontra-se suspensa”. na altura de publicação deste artigo, ainda era possível aceder às gravações automáticas do canal.

Já a MEO, cortou o sinal (pelo menos, através da aplicação MEO Go), por volta das 15h25, altura em que o ecrã ficou a negro.

A NOS também cortou o acesso ao canal. À edição online da Meios & Publicidade, a operadora indicou que deixou de emitir o canal “em estrito cumprimento do Regulamento da EU 2022/350, que entrou em vigor hoje, dia 2 de março com a sua publicação oficial”.

A emissão da RT mantém-se, no entanto, disponível no site oficial da estação. Apesar do bloqueio do YouTube, o canal mantém um reprodutor próprio que possibilita o acesso à emissão de todos os canais. O site de notícias Sputnik, também visado pelo bloqueio europeu, mantém-se disponível nos operadores nacionais.

A RT e o site Sputnik são meios de comunicação social detidos e financiados diretamente pelo estado russo através da agência Rossi Segodnya. A RT era transmitida em Portugal na MEO, NOS, NOWO e na Vodafone Portugal, sendo que nesta última é também transmitido o canal de documentários RT Documentary. Já o Sputnik é um órgão multilingue, presente em diversos países. Tem uma versão em português dedicada ao mercado brasileiro.

A Rússia está a ser alvo de uma série de sanções, depois de ter atacado a Ucrânia, numa operação militar de larga escala. No domingo passado, a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen anunciou o bloqueio dos dois meios de comunicação social russos no espaço europeu: “Os órgãos de comunicação Russia Today e Sputnik, detidos pelo estado russo, assim como as suas filiadas, não poderão mais espalhar as suas mentiras para justificar a guerra de Putin e semear a discórdia na nossa União“., afirma a dirigente.

Total
0
Partilhas
Artigo anterior
Ópera Mátria

Mátria - do Reino Maravilhoso para a Invicta

Artigo seguinte

Qual o significado de “mundo russo” nas declarações de Putin sobre a Ucrânia?

Há muito mais para ler...