we are social!

Hi, what are you looking for?

vidasaudavel-billboard

Imprensa & Media

Cofina vai despedir 26 profissionais

Áreas de suporte serão as mais afetadas

Filipa Couto/Correio da Manhã/Direitos Reservados
Filipa Couto/Correio da Manhã/Direitos Reservados

A Cofina Media vai avançar com um despedimento coletivo que abrangerá 26 profissionais. Segundo refere a edição digital do semanário Expresso, o grupo que detém o Correio da Manhã, CMTV, Record ou o Negócios justifica a decisão com “motivos de mercado”.

Não é a primeira vez que os meios sedeados na rua Luciana Stegagno Picchio recebem esta notícia: em 2017, 64 trabalhadores também foram abrangidos por despedimento coletivo.

Desta vez, os 26 trabalhadores são, principalmente das áreas de suporte, isto é, do tratamento de imagem, revisão, documentalistas e fotografia. Segundo a Cofina, parte destas funções pode ser feita de forma automatizada. No entanto, o despedimento coletivo abrange também jornalistas do CM e do Negócios e elementos da direção comercial.

Além de “motivos de mercado”, o grupo alega também haver “necessidade de proceder á reestruturação da sua organização produtiva”. Apesar da redução de 55 milhões de euros em custos operacionais, entre 2010 e 2020, as receitas da Cofina caíram 65 milhões. A redução dos custos operacionais é, por isso, insuficiente face à redução de atividade.

Cabe agora aos trabalhadores organizar uma comissão de cinco elementos para se representarem no dia 21 de abril para uma “reunião de informações e negociação”.

worten-livros
Publicado por

29 anos. Barcelense. Fundador, diretor e redator d'o largo.

também poderás gostar disto.

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"