Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

13.11.18

CNN processa Donald Trump depois de expulsão de Jim Acosta


Bruno Fernandes

USAToday/Direitos reservados

A CNN processou Donald Trump, informou a estação informativa esta terça-feira. Em causa, está a retirada da credencial de imprensa a Jim Acosta, jornalista da estação norte-americana, depois de uma acesa troca de palavras numa conferência de imprensa com o presidente norte-americano na semana passada.  

Para além de Trump, a ação judicial é também dirigida a pelo menos, seis assessores do presidente como é o caso de Sarah Sanders, a porta-voz da Casa Branca. O objetivo é a imediata revogação desta decisão que, no entender da estação, vai contra os direitos de Acosta e da CNN que a primeira e quinta emenda da constuição norte-americana consagram. "Pedimos ao tribunal uma ordem de restrição imediata exigindo que o passe seja restituído ao Jim", refere a estação em comunicado, estando também a tentar encontrar uma forma judicial para que a Casa Branca não revogue a credencial no futuro. 

A estação de notícias acrescenta ainda que "enquanto este processo é específico da CNN e de Acosta, isto pode acontecer a todos", deixando claro que outras empresas de media poderão ser o alvo de Trump e da sua adminsitração " Se não contestadas, as ações da Casa Branca criarão um perigoso efeito inibidor para qualquer jornalista que faz a cobertura dos nosso eleitos", diz a estação no mesmo comunicado, lembrando ainda que Donald Trump prometeu numa entrevista antes ser eleito não banir nenhum jornalista. 

A ação entrou no tribunal de Washington esta manhã. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
09.11.18

Vila Real faz viagem sonora ao fim da 1ª Guerra Mundial com projeto "Banda à Varanda"


helena margarida

Divulgação

Os Claustros do Governo Civil de Vila Real servem de palco, domingo, 11 de novembro, pelas 21h30, ao projeto Banda à Varanda

Um convite da autarquia de Vila Real à Inquieta - Produção e Cultura para criar esta performance de celebração dos 100 anos do fim da 1ª Guerra Mundial e também para homenagear o Comandante Carvalho Araújo, pessoa maior de Vila Real.

Neste "concerto" vai ser estreada uma música pensada para o espaço dos Claustros e "prometemos por toda a gente a olhar para cima" garante a organização.

Em cena vão estar mais de 50 músicos de diferentes bandas filarmónicas da região que - na sua maioria - são também alunos do Conservatório Regional de Música de Vila Real. "Uma bonita sinergia que nos vai permitir concretizar esta performance de cerca de 30 minutos".

A entrada é gratuita.

A música é da autoria de Fábio Videira e Angela da Ponte. Uma Produção de Inquieta _ Produção e Comunicação Cultural - Eduarda Freitas e direção de Valter Palma e Luis Santos. A imagem é de Paula Freitas com apoio à produção de Mara Correia em parceria com o Conservatório Regional de Música de Vila Real. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
09.11.18

Sport TV sai da grelha da NOWO


Bruno Fernandes

Pplware/Direitos Reservados

Sport TV saiu, de forma unilateral, da grelha da operadora regional Nowo, informou a estação televisiva em comunicado. 

Em causa, segundo a operadora, estão as novas condições que a estação apresentou e que previa um agravamento de 15% no custos. Já do lado da estação de televisão, estão em causa dívidas antigas nunca pagas. 

O sinal está indisponível desde a 00h desta sexta-feira. 

A antiga Cabovisão, em comunicado emitido esta manhã, diz que esta é uma "decisão sem precedentes no mercado português por parte da Sport TV – a interrupção unilateral do serviço, prejudicando desta forma milhares de clientes NOWO e Sport TV de norte a sul do país". "As novas condições apresentadas pela Sport TV foram apresentadas à NOWO na véspera do último dia de vigência do contrato anteriormente em vigor, não tendo havido até então qualquer indicação que pudesse antever uma revisão contratual nos moldes que hoje a NOWO conhece", acrescenta a operadora, estranhando a posição do canal que considera estar a ter "uma postura atentatória aos valores de respeito comercial e sã concorrência de mercado". Além disso, a operadora considera que as condições apresentada são "desleais, desadequadas e desajustadas face à realidade do mercado. A mais grave, no entender da NOWO, foi a apresentação por parte da Sport TV de um novo contrato com um custo 15% superior ao praticado até então", acrescenta. 

A operadora considera ainda um "comportamento reprovável" o facto de, "apesar da subida do custo que a Sport TV agora pretende impor à NOWO e aos outros operadores, a mesma decida manter os custos de subscrição junto dos seus clientes". 

"A NOWO acionará os meios que considerar necessários para salvaguardar os interesses dos seus clientes", conclui. 

Sport TV diz haver dívidas antigas

Do lado da estação de televisão, e em resposta ao comunicado da Nowo, a estação diz que se viu "forçada a interromper os seus serviços ao seu parceiro Nowo, por falta de acordo entre as partes", acrescentando que o acordo de distribuição do canal terminou "em julho de 2018". "Apesar das negociações para renovação entre as duas entidades terem sido iniciadas seis meses antes (fevereiro do corrente ano), não foi possível até julho chegar a novo acordo. 

O comunicado da estação desportiva é também perentório: "Após o término do contrato em julho de 2018 e da elevada dívida vencida que a Nowo tinha já nessa data perante a empresa, e que continua por liquidar, a Sport TV acedeu ainda assim em manter o serviço, desde 1 de agosto até dia 8 de novembro, no sentido de não prejudicar os clientes Sport TV que acedem aos seus canais através deste operador, e, simultaneamente, preservar a relação de parceria entre ambos". No entanto, a Nowo não terá feiro "qualquer pagamento" da "dívida referente ao contrato antigo e já terminado" ou mesmo "dos serviços posteriores prestados até 8 de novembro de 2018". A estação denuncia ainda que, "durante todo o período em dívida, a Nowo continuou a cobrar aos seus clientes os serviços da Sport TV". 

Apesar da estação dizer-se "empenhada" em restabelecer o serviço aos clientes da operadora, isso só acontecerá se a Nowo pretender "ultrapassar a atual situação". 

Pplware/Direitos Reservados

Canais suspensos? Pagamentos em falta? Não é a primeira vez!

Apesar do mercado estar bastante diferente, a Nowo/Cabovisão já têm historial em matéria de canais suspensos por alegadas falhas nos pagamentos.

Em julho de 2012, vários problemas no pagamento aos fornecedores de conteúdos levou a MTV a cortar o sinal da MTV Portugal e da VH1. Uns dias mais tarde, foi a vez da Sony cortar o sinal de todos os canais AXN. A produtora alegava "incumprimento contratual". 

Em setembro do mesmo ano , a operadora vê os canais para adultos HOT, Penthouse HD e Penthouse HD 1 também serem cortados. Correio da Manhã avançava, na altura, que a saída da grelha era motivada pela falta de pagamento de uma dívida de mais de um ano com um valor superior a 50 mil euros. 

Ainda no mesmo ano, em outubro, foi a vez dos Luxe TV HD, Trace Urban e Travel Channel também serem suspensos. 

Grande parte das situações foram resolvidas e os canais foram reintegrados na grelha. 

Em 2014, novo caso de suspensão. O Porto Canal sai da grelha sem aviso. A operada alegava "motivos contratuais" para a saída do canal mas o mesmo voltou mais tarde a ser reintegrado. 

Já este ano, a Altice (dona da MEO) intentou um processo de insolvência à ONI, empresa do grupo Nowo. Em causa estava, segundo o que o jornal digital Eco avançava em setembrouma dívida de mais de seis milhões de euros. O acordo entre as duas operadoras deu-se há cerca de três dias quando a Oni aceitou pagar mais de metade da dívida e desenhar um plano para pagar o restante. Em troca, a Altice retirou o processo de insolvência. 

Mercado está ao rubro 

Esta jogada por parte da Sport TV, que, aliás, é detida pela Olivedesportos e pelas operadoras MEONOSVodafone (todos com 25%), surge num momento em que a operadora regional negoceia a disponibilização dos canais da Eleven Sports nos outros operadores. 

Aliás, segundo o Eco, a decisão está a ser interpretada como uma "tentativa de incluir os canais da concorrente Eleven Sports na grelha das três principais operadoras". Recorde-se que a Eleven Sports detém os direitos da Liga dos Campeões em Portugal. A competição já está na quarta jornada da fase de grupos e os canais da estação também apelidada, muitas vezes, de "Netflix do desporto" ainda são um exclusivo da Nowo

Jorge Pavão de Sousa, diretor-geral da Eleven Sports Portugal dizia, em outubro que aconteciam "avanços e recuos" nas negociações por parte das operadoras. "Há grandes avanços um ou dois dias antes dos jogos da Liga dos Campeões, e depois, uma hora e meia antes de o jogo iniciar-se, ou após a conclusão do jogo, parece que há um "back off" do lado das operadoras". 

Entretanto, também em outubro, o ECO avançou que a Nowo ia ser vendida ao fundo americano KKR. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
08.11.18

Eurovisão: Design da edição 2018 premiada internacionalmente


Bruno Fernandes

Direitos reservados

O conceito desenvolvido pela RTP para a edição 2018 do Festival Eurovisão da Canção foi premiado internacionalmente, refere a edição online da Meios & Publicidade

Com o lema "All Abord!" ("Todos a Bordo!"), toda a imagem do festival foi distinguida na categoria de "Melhor Design" nos prémios "Eyes&Ears", criados pela associação alemã Eyes&Ears of Europe, destinando-se a destacar os melhores projetos e tendências do audiovisual nas áreas de design, marketing e autopromoções. 

O responsável da área do grafismo da estação pública Nicolau Tudela referiu à revista que o prémio e "um reconhecimento internacional de um trabalho que foi feito por uma equipa portuguesa e, a nível pessoal, pelo facto de ter incidido na parte criativa". Tudela considera também que é "um reconhecimento para a empresa" até porque foi um "trabalho da RTP associado a um projeto de grande visibilidade que foi o Festival Eurovisão da Canção", frisando que o mesmo foi feito "sem recorrer a empresas externas": "a ideia conceptual e imagem gráfica foram desenvolvidas internamente" pela estação pública. 

Recorde-se que Portugal acolheu este ano, e pela primeira vez, uma edição do certame, sendo que a organização foi considerada pela European Broadcast Union como "a melhor organização de sempre na produção do Eurovision Song Contest". Com uma equipa com mais de 70% dos elementos portugueses, a organização das duas semifinais e a final no Altice Arena, em Lisboa, foi a mais barata desde 2008. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
08.11.18

"12 Indomáveis" estreia no TVCine 1


Bruno Fernandes

Warner Bros, Ent. Direitos reservados.

O filme protoganizado por Chris Hemsworth "12 Indomáveis" tem estreia marcada no canal TVCine 1, anunciou a estação. 

Baseado numa história verídica, Mitch Nelson (Hemsworth) é a personagem principal e lidera o grupo "12 Indomáveis" que "enfrentaram uma missão no Afeganistão para ajudar os locais na guerra contra os Talibãs. Esta foi a primeira Força de Operações Especiais a ir para o campo de batalha após atentado que mudou a história, em colaboração com a CIA e a Força Aérea", descreve a estação.

Do elenco, fazem parte Michael Shannon, Michael Peña e Trevante Rodes, sendo que o filme teve o argumento de Ted Tally e Peter Craig, baseado no livre "Horse Soldiers" de Doug Stanton, e realização de Nicolai Fuglsig. 

A estreia está marcada para o dia 16, às 21h30, com repetição no dia seguinte às 09h30 e na segunda-feira (26) às 21h30. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
07.11.18

Escola Superior Artística de Guimarães é para fechar


Bruno Fernandes

Divulgação

Encerramento compulsivo.

É este o fim que o ministério da CIência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) decreta para a Escola Superior Artística de Guimarães (ESAG). A decisão é de 22 de outubro mas só hoje foi publicada, e tornada oficial, com a publicação em Diário da República

Esta decisão advém de a instituição não cumprir os "requisitos legais exigíveis para o seu funcionamento". Pedro Ribeiro, diretor da ESAG, referiu, em declrações citadas pelo Jornal de Notícias que o "o processo de avaliação institucional desenvolvido pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior detetou falhas ao nível do corpo docente e da falta de investigação, e que isso levou ao encerramento da instituição". A decisão é definitiva e "não é passível de qualquer recurso". 

Atualmente com "cerca de vinte alunos" e só com um curso a ser lecionado, a escola tem de encerrar no ano letivo 2020-2021, sendo que os aluno poderão mudar para a Escola Superior Artística do Porto, cuja entidade instituidora é a mesma: a Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto (CESAP). No despacho minesterial, pode ler-se que "no âmbito desse procedimento, foi apresentada pela CESAP a proposta de deslocalizar o estabelecimento do ensino, durante o processo de encerramento compulsivo, para as instalações que aquela entidade instituidora detém no Porto e onde funciona atualmente a Escola Superior Artística do Porto".

A proposta "mereceu pareceu positivo", sendo que o MCTES determinou que sejam realizadas as "providências necessárias à salvaguarda dos interesses dos estudantes" como a "ransferência dos estudantes inscritos na licenciatura em Artes Grafismo Multimédia para a licenciatura em Design de Comunicação da Escola Superior Artística do Porto", a "manutenção dos estudantes inscritos na licenciatura em Artes BD/Ilustração no mesmo ciclo de estudos até à conclusão do processo de encerramento, ainda que com as atividades letivas a decorrer nas instalações da Escola Superior Artística do Porto" e. ainda,uportar o custo associado às deslocações dos estudantes atualmente inscritos necessárias à frequência das atividades letivas nas novas instalações no concelho do Porto, até à conclusão dos ciclos de estudo pelos estudantes abrangidos". 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
publicidade
wook é uma oferta?

Pág. 1/3