Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

12.07.18

Twenty One Pilots vêm a Portugal em 2019


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 

Os Twenty One Pilots vão estrear-se em Portugal no próximo ano.

A digressão mundial de 2019 contempla um concerto único em Lisboa, na Altice Arena, no dia 17 de março. 

A promotora do espetáculo anuncia que os bilhetes estarão à venda a partir do dia 20 de julho, sendo que a banda promove uma pré-venda a partir do dia 17 no seu site oficial. 

Formados em 2009 em Columbus, Ohio, o duo com Tyler Joseph e Josh Dun já editou quatro álbuns. 

O concerto começará às 20h. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
11.07.18

Passatempos televisivos: chamadas passam a custar um euro mais IVA


Bruno Micael Fernandes

marjan-grabowski-279470-unsplash.jpg

 

Não será o fim do reinado dos programas dos "760" mas pode ser o início do fim.

Desde segunda-feira que as chamadas para inscrição em concursos dos canais generalistas (RTP, SIC e TVI) passou a custar um euro mais IVA. O número também mudou: os novos passatempos passam a ter o indicativo 761. Nos restantes passatempos, mantém-se o número 760. 

Esta alteração no custo da chamada prende-se apenas com a quebra das receitas dos passatempos. Neste segmento, só no primeiro semestre a SIC e a TVI tiveram um lucro conjunto de 6 milhões de euros. Em 2012, este valor correspondia ao que era auferido pelas estações em apenas um mês. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
11.07.18

Rota das Catedrais a Norte já arrancou


helena margarida

Helena Margarida/Largo do Beco

 

Um ciclo de visitas orientadas com poesia e à mistura: assim se pode descrever a Rota das Catedrais a Norte.

Designadas de "Visita Singular", este projeto da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) arrancou em Vila Real no passado dia 30 de junho. Proporcionar uma "visita qualificada às Catedrais" e, ao mesmo tempo, "estimular nos visitantes o sentimento de pertença em relação ao património", esclarece a organização. 

A primeira "Visita Singular" teve como palco a Catedral de Vila Real. "Tomando como ponto de partida La Cathédrale engloutie de Claude Debussy e o poema homónimo de Jorge de Sena, é desencadeado o recorte de compromisso sobre o lugar de permanência e o que ele encerra - tesouros, detalhes, envolvente humana e paisagística - em conciliação com o lugar de silêncio, agora habitado por vozes, ecos e palavras", descreve. 

 A Rota das Catedrais continua pelo país, sendo que a próxima edição será a 21 e 22 de julho na Sé de Braga. A entrada é livre. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
10.07.18

Global Media despede funcionários


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 A Global Media Group, dona de títulos como Jornal de Notícias, Diário de Notícias ou TSF, despediu cerca de 25 pessoas na última sexta-feira, avança o jornal i na sua versão online. 

Segundo a publicação, os ex-funcionários estavam afetos às áreas financeira, recursos humanos e planeamento e controlo de gestão, sendo que essas áreas serão asseguradas por meios externos ao grupo. 

Entretanto, a comissão executiva emitiu um comunicado aos funcionários da Global. Segundo o i, o comunicado salienta que a "economia digital está a desencadear impactos profundos em todo o tecido económico e social atingindo de modo especial todo o mercado da comunicação social e ainda mais significativamente as empresas que têm na imprensa escrita o seu maior foco empresarial" e que o foco do investimento deverá se centrar "em novos modelos de negócio", tornando-se "imperativo o enfoque na permanente reinvenção das marcas". 

A comissão executiva reconhece que as decisões estratégicas podem não ser "consensuais", mas defende que estas "têm o mérito de estruturar a reação do grupo para os difíceis desafios do mercado dos media". Colocar estas áreas a serem geridas externamente irá reduzir curstos e aumentar a capacidade de resposta da empresa, defende a comissão. 

Ao jornal, fonte oficial da Global Media Group não fez qualquer comentário relativamente a estes despedimentos. 

 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
09.07.18

Sara Antunes de Oliveira sai da SIC


Bruno Micael Fernandes

JN/Direitos reservados

A jornalista Sara Antunes de Oliveira vai sair da estação de Carnaxide, avançou a profissional nas redes sociais e está a ser citada em diversos órgãos de comunicação social da área. 

"Neste tempo todo, que parece uma vida, vivi mesmo uma vida inteira. Acompanhei catástrofes e celebrações, crimes e realeza, buscas e tomadas de posse, greves e detenções, colheitas e protestos, campanhas políticas e campeonatos de futebol", diz a profissional que não refere qual o seu futuro. "Alimentei-me da adrenalina do direto, aprendi com os melhores a magia da reportagem, sentei-me no conforto do estúdio e voltei a ter medo outra vez. Fui sempre profundamente feliz, mesmo nos dias de cansaço e frustração e tristeza, até. E vou ter sempre muito orgulho e gratidão por tudo o que pudemos fazer". 

A jornalista esteve ao serviço da SIC durante quase 13 anos. "Doze anos, 11 meses e 29 dias. Se fosse supersticiosa, diria que consegui escapar ao 13 por um triz", refere. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
09.07.18

"Soldado Milhões" estreia hoje no TVCine 2


Bruno Micael Fernandes

Direitos reservados

 O filme "Soldado Milhões" vai estrear esta noite no TVCine 2. 

A película, estreada em abril passado, aborda a história de Aníbal Augusto Milhais, um soldado português da Primeira Guerra Mundial. "Na Batalha de La Lys, contrariando ordens superiores, enfrenta sozinho sucessivas ofensivas alemãs de maneira a garantir a retirada dos companheiros", refere a estação. 

Realizado por Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa, conta com João Arrais, Miguel Borges, Raimundo Cosme, Isac Graça e Tiago Teotónio Pereira nos principais papéis. 

O filme vai para o ar às 22h e repete no dia seguinte, às 07h, no mesmo canal. 

 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
07.07.18

Confraria Gastronómica tenta registar marca "Galo de Barcelos" sem conhecimento do munícipio


Bruno Micael Fernandes

Graeme Churchard (CC BY 2.0)

 

A Confraria Gastronómica "O Galo de Barcelos" tentou registar a expressão "Galo de Barcelos" como marca e o pedido foi recusado provisoriamente pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), noticia o jornal local Jornal de Barcelos

Segundo a publicação, a Confraria efetuou o pedido à revelia do munícipio e da associação de artesãos e o registo seria para a detenção de direitos sobre produtos e serviços que vão para além do âmbito de intervenção do grupo. 

Mas vamos por partes. A Confraria entrou com um pedido para o registo de marca mista, isto é, que agrupa a expressão "Galo de Barcelos" e o próprio visual do símbolo, a 12 de janeiro. Segundo a Classificação de Viena, um sistema que categoriza elementos figurativos das marcas, o que a Confraria pretendia era "patentear a produção de "esculturas representando animais"", especialmente "galos, galinhas, frangos e pintos". Desta forma, a expressão "Galo de Barcelos", os direitos de produção, comercialização e, mesmo, da imagem do galo passariam a pertencer à associação.

Além disso, a Confraria procurava registar a marca muito para além das competências que lhe são dedicadas. Segundo os estatutos, a associação sem fins lucrativos tem fins essencialmente gastronómicos. No artigo 2.º, o ponto 1 descreve o "objeto social" da associação e, em oito alíneas, apenas uma não tem que ver com gastronomia (promover o Galo de Barcelos na "vertente artística"). No entanto, nos próprios estatutos, a associação arroga-se no direito de "no âmbito da prossecução do seu (...) objeto, promover e incentivar ainda a criação/produção tradicional do "Galo de Barcelos" e certificar e registar a marca correspondente, podendo ainda vir a comercializar esse mesmo produto". Só isso pode justificar o facto da Confraria querer registar para si direitos da marca em diversas áreas como vesturário, calçado, produtos de origem animal e vegetal, animais vivos, bebidas alcoólicas e serviços de alojamento (hóteis, pensões, albergues) e restauração. 

O INPI recusou provisoriamente o pedido na passada terça-feira, sendo que esta decisão se torna efetiva no fim do mês, caso a Confraria não recorra da decisão. 

Câmara e artesãos não sabiam de nada

Ora, segundo o jornal local, nem a câmara municipal de Barcelos nem a O Galo - Associação de Artesãos de Barcelos sabiam deste processo. 

O munícipio, em resposta às questões da publicação, disse que "tem conhecimento do pedido e está a tomar as medidas necessárias para a defesa do património coletivo dos barcelenses". No entanto, o jornal diz saber que a câmara foi apanhada de surpresa e já solicitou uma reunião com a Confraria. 

Já Pedro Correa, presidente da Galo, diz que ficou a conhecer as intenções da Confraria pela comunicação social e que vai tomar posição. 

António Vila Boas, juiz-presidente da Confraria, reconheceu que tinham a "obrigação de falar com a Câmara" antes de avançarem com o processo de registo. Garantindo que não iram recorrer da decisão da INPI, a intenção seria "proteger" e que cederiam ao Município "os direitos de utilizarem a marca". A associação diz que gastou "vários milhares de euros" neste pedido, apesar de, na ficha correspondente (n.º 594572), em termos de "situações de taxas", não existe nenhum pagamento efetuado. 

Esta posição de não recorrer contraria uma posição recente da própria associação num processo de atribuição de uma marca ("Hotel Galo de Barcelos"). Chamada a intervir pela INPI, a Confraria diz ser "titular de diversos direitos de propriedade industrial que integram o nome "Galo de Barcelos". A associação dizia, na altura, que "seria gravemente prejudicada com a aeventual concessão do registo da marca em apreço". Apesar de ter sido refundada em 2016, a Confraria diz ter "enorme notoriedade em Barcelos". 

Apesar de, em 2007, ter sido criado um programa de certificação de peças de olaria e figurado de Barcelos, pouco ou nada foi feito para salvaguardar os direitos sobre o artesanato barcelense. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
04.07.18

Morreu o músico Ricardo Camacho


Bruno Micael Fernandes

 

Facebook Sétima Legião/Marta Varela Fotografia/Direitos reservados

 

Ricardo Camacho, músico fundador dos Sétima Legião, faleceu esta quarta-feira. A informação foi confirmada ao jornal Público por Rodrigo Leão, membro da banda. 

O músico estava internado na Bélgica devido a um cancro de pulmão. 

Tinha 64 anos

em atualização

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade