Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

08.06.18

"Zona Livre", em Vila Real, encerra no final de junho


helena margarida

Divulgação

"No final deste mês de junho termina a Zona Livre tal como a conheceram. Vila Real não quis este projeto e é nosso dever não insistir", escreve Rui Fernandes, mentor desta Associação, no seu perfil de Facebook. 

Foram 1026 iniciativas em 4 anos, e "as pontes que criámos com mais de 36 entidades não chegaram" para manter a porta aberta. Lembra que foram criados e acolhidos na Zona Livre vários festivais mas "pareceram não ter tido valor cultural suficiente", lamenta. 

Rui Fernandes diz ter a sensação de que a visibilidade que este projeto tinha "era demasiada para aqueles que teimavam em fazer de conta que éramos transparentes, motivando comparações com eles e pondo a descoberto o seu vazio de estratégias ou ideias".
Garante que o único objetivo foi "tão só evitar a degradação deste edifício, dando-lhe uma intensa atividade que o dignificasse e preservasse. Tudo isto, orgulhosamente, cumprimos".
Deixa algumas criticas ao poder local quando diz não poder ser esta direção, quase em exclusivo, a financiar a cultura no centro histórico de Vila Real. "Se se considera o entretenimento como a trave mestra de envolvimento social, parece-nos pouco. Parece-nos pobre" e alerta que "mais tarde ou mais cedo, terá um custo muito elevado para uma capital de distrito".
Deixa um reconhecimento "a quem participou nas nossas propostas" e um agradecimento aos associados, aos Bombeiros Voluntários da Cruz Branca e à Junta de Freguesia de Vila Real "que nos acompanhou sempre e de perto".
Vai adiantando que "se Vila Real não quis este projeto, sabemos que há vila-realenses que merecem outras coisas", pede desculpa pela interrupção e promete "ser breves".
A Zona Livre é um espaço de convívio, sala de cinema, galeria de exposições, palco de concertos e peças de teatro, polivalência que abrange ainda formação artesanal, espaço para eventos, salas de leitura e cafeteria. Instalou-se no Teatro Morais Serrão em 2014, ocupado até então pela Filandorra - Teatro do Nordeste.
No final de junho fecha portas, ao que tudo indica, por falta de apoios económicos e institucionais. Nas redes sociais são já muitos os associados e frequentadores do espaço que já manifestaram o desagrado pela situação e se solidarizaram com Rui Fernandes e este projeto que tem dinamizado a vida cultural em Vila Real.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
08.06.18

Anthony Bourdain "cozinhou" o fim da própria vida


helena margarida

Direitos Reservados

"É com muita tristeza que confirmamos a morte do nosso amigo e colega Anthony Bourdain", escreveu a CNN em comunicado oficial. Bourdain estava em Estrasburgo, em França, a gravar um episódio da série que protagonizava na CNN quando foi encontrado inconsciente, no hotel onde estava instalado, esta manhã, 8 de junho, pelo amigo e chef francês, Eric Ripert.

O ministério público da localidade francesa de Colmar já confirmou a causa da morte, o cozinheiro americano suicidou-se por enforcamento, no hotel Le Chambard, na região da Alsácia, "sem que existam indicações no momento para considerar a intervenção de um terceiro" informou o procurador Christian de Rocquigny du Fayel.

Bourdain construiu uma carreira como chef mas também como figura dos media, tendo protagonizado vários programas de televisão e publicado vários livros, como "Kitchen Confidential: Adventures in the Culinary Underbelly" (editado em Portugal com o título "Cozinha Confidencial Aventuras no submundo da restauração") e "Medium Raw: A Bloody Valentine to the World of Food and the People Who Cook".

Em televisão, estreou-se com o programa "A Cook's Tour" no Food Network que constituiu a rampa de lançamento para "Anthony Bourdain: No Reservations" (Anthony Bourdain: Sem Reservas) no Travel Channel que ganhou dois Emmy e mais de uma dezena de nomeações.

Em 2013, Bourdain mudou-se para a CNN, onde rapidamente se tornou um dos principais rostos da estação e onde tinha atualmente em exibição a 11ª temporada de "Parts Unknown" (em Portugal em exibição no 24 Kitchen, "Anthony Bourdain: Viagem ao desconhecido").

Em fevereiro de 2017, Bourdain esteve em Portugal, no Porto, a gravar um novo episódio da série "Parts Unknown” onde as tripas à moda do Porto e a lampreia foram protagonistas. Esteve em Portugal mais que uma vez, tendo programas em Lisboa, no Porto e nos Açores.

Uma das marcas distintivas de Bourdain era encontrar um pouco por todo o mundo histórias que o interessavam e que podia contar através da sua arte enquanto chef, privilegiando sobretudo aquelas que lhe permitiam dar a conhecer as condições de populações marginalizadas e também lutar por melhores condições para quem trabalha em restaurantes.

"O seu amor pela aventura, por fazer amigos, pela boa comida e bebida e as histórias memoráveis do mundo fizeram dele um contador de histórias único", escreve a CNN.

Aos 61 anos, Anthony Bourdain, sai de cena para embarcar, definitivamente, numa "Viagem ao desconhecido".

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
08.06.18

Jovens Artistas tomam de assalto Forte de Sto António da Barra


helena margarida

Divulgação

O Forte de Sto António da Barra, no Estoril, foi tomado de assalto por 64 jovens artistas que por lá vão ficar até domingo, 10 de junho, com o propósito de mostrarem o seu talento.

Selecionados entre 200 candidaturas, os eleitos expõem as suas obras nas áreas de pintura, escultura, instalação, fotografia, colagens, ilustração, gravura, música, stand up e arte digital.

Esta primeira mostra de arte jovem promovida pelo projeto Base LX, uma Associação sem fins lucrativos, pretende ser “o princípio, a origem, o começo e que sirva de pedestal para os jovens que nasceram com um dom para a arte mas que não estão inseridos nas (poucas e muito fechadas) elites artísticas”.
Três dias que não serão só uma exposição, "será um espaço para o desenvolvimento artístico dos jovens” e para promover a inovação, os eventos culturais e “aumentar o seu prestígio e a sua presença neste mundo”, explica a organização. Como tal haverá "Conversas" com Marta D'Orey, Diogo Muñoz e Rita Ferro; "Comédia" com Francisco Salema Garção e "Concertos" de Zanibar Aliens, LaGardère, Marconi's Chin, Iguana Garcia, O Norueguës e Inês Homem de Melo.
Esta é também uma oportunidade para apoiar causas sociais, uma vez que por cada obra de arte vendida os lucros serão distribuídos da seguinte maneira: 70% para o artista, 20% para a BASE e 10% para uma instituição de solidariedade à escolha do Artista.
Com o lema da "Base ao Topo" faz-se este evento de entrada livre.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
publicidade
Banner billboard Saldos 2019