Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

22.05.18

Futebol: televisões rompem acordo


Bruno Micael Fernandes

Nuno Fox/Agência Lusa/Público/Direitos Reservados

 

RTP, SIC,TVI CMTV romperam um acordo para evitar excessos de discurso no futebol, avança a edição online do Correio da Manhã e outros títulos do grupo Cofina. 

O fim do acordo aconteceu depois da decisão editorial da SIC Notícias em transmitir na íntegra o discurso de Bruno de Carvalho, no sábado, dia 19, enquanto os outros canais (RTP 3, TVI 24 e CM TV) optaram por cortar a emissão e regressar quando fossem permitidas perguntas. 

Carlos Rodrigues, diretor executivo do Correio da Manhã e da CM TV, diz que o acordo "foi um momento importante de concertação e autorregulação, sobretudo em defesa dos profissionais que andam no terreno mas que, agora, infelizmente cessou". Paulo Dentinho, diretor de informação da RTP, diz, por seu turno que o acordo deve ser recuperado pelos canis "porque com ele não ganha só o jornalismo mas também o país". 

Ricardo Costa, diretor-geral de informação do grupo Impresa, e Sérgio Figueiredo, diretor de informação da TVI, não comentaram o caso ao jornal. 

Recorde-se que as direções de informação dos canais de televisão insurgiram-se, no passado mês de fevereiro, contra o bloqueio no acesso direto às fontes de informação. Num comunicado conjunto, os quatro diretores diziam que "RTP, SIC, TVI e CMTV exigem ter acesso às fontes oficiais de informação e aos protagonistas. E não aceitam funcionar como amplificador da comunicação disponibilizada pelos canais (televisivos ou electrónicos) oficiais dos clubes ou instituições". Nesse mesmo mês, e após o discurso de Bruno de Carvalho pedindo aos sócios para boicotarem canais de televisão e jornais portugueses, RTP 3, SIC NotíciasTVI 24 não transmitiram em direto a conferência de imprensa de Jorge Jesus para antevisão do jogo Tondela vs. Sporting. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
22.05.18

Diário de Notícias passa a semanário já no próximo mês


Bruno Micael Fernandes

Isabel Cruz/FCSH+Lisboa/Direitos Reservados

 

Diário de Notícias (DN) vai passar a ter apenas uma edição impressa por semana já a partide junho, avança a edição online da Meios & Publicidade

Segundo a publicação de marketing e media, a ideia que corre internamente será passar a editar o jornal diariamente mas numa versão online. O nome mantêm-se, sendo que o projeto passa "a assumir-se como um projeto de informação diária, com edição em papel uma vez por semana", diz o M&P.

Em termos de suplementos, serão lançadas quatro novas revistas que saírão, de forma rotativa, com o jornal: a Life, dedicada à saúde e bem estar, a Ócio, dedicada ao luxo, a Evasões 360, dedicada a viagens e lazer e, ainda, uma dedicada à tecnologia. A revista Notícias Magazine passa a acompanhar apenas o Jornal de Notícias e a ser editada a partir do Porto. 

Entretanto, a equipa está a ser reforçada. Os jornalistas Paulo Pena (saído do Público), Ricardo Rodrigues (transita do Notícias Magazine), Rita Ferreira (saída do Observador) e Filipe Garcia (transita da área das revistas) são os nomes avançados pela M&P, que diz que os três últimos 

A última edição em papel do DN está prevista para o dia 17 de junho. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
22.05.18

Eurovisão: EBU pede aos fãs para "aguentar a carruagem"


Bruno Micael Fernandes

Andres Putting/EBU/Direitos Reservados

 

É numa publicação do Instagram que a União Europeia de Radiodifusão (EBU) pede aos fãs para "aguentar a carruagem" e não reservar bilhetes antes da confirmação das datas e local da edição 2019 do festival. 

Apesar de Netta, vencedora da edição 2018 que decorreu em Lisboa, e de Benjamin Netanyhau, primeiro-ministro de Isarel, dizerem que será Jerusalem a receber o certame, a organizção vem pôr um freio nessas intenções. Jon Ola Sand, supervisor-geral do concurso, disse que não havia lugar ou data definidos e a tomada de posição da EBU vem confirmar essa posição. 

 

"Já estão ansiosos pela edição do próximo ano da Eurovisão? Nós também! Mas não marquem os vossos voos para já: para anúncios sobre onde e quando terão lugar, mantenham-se atentos aos anúncios oficiais", pode ler-se na publicação. 

As questões políticas e a instabilidade na região são pontos que podem estar a preocupar a organização. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade