we are social!

Hi, what are you looking for?

Sem categoria

“figuras…cidades” de Paulo Ossião a partir do dia 19 de abril no Centro de Exposições de Odivelas

Este conteúdo tem 3 anos e poderá estar desatualizado.

A Câmara Municipal de Odivelas inaugura no próximo dia 19 de abril, às 21h, no Centro de Exposições de Odivelas, a exposição “figuras…cidades” de Paulo Ossião. Uma mostra de pintura e esculturas que ficará patente na Sala António Lino até ao dia 17 de junho.

Paulo Ossião, artista plástico, nasceu em Lisboa no ano de 1952. Na década de 80 integra um conjunto de pintores do Instituto Europeu de Aguarela, expondo as suas obras em vários locais, como Londres, Dublin, Belfast, Antuérpia, Haia, Bruxelas, Luxemburgo, Viterbo e Paris. A sua primeira exposição individual foi em 1984 em Cascais, seguindo-se dezenas de outras por todo o país.

Para além das mais de 50 exposições individuais realizadas, bem como outras tantas coletivas, realizou recentemente uma exposição no Palácio Nacional de Mafra, no âmbito das comemorações do tricentenário do convento. O seu trabalho tem sido reconhecido com vários prémios e menções honrosas, e as suas obras estão representadas em vários Museus e Câmaras Municipais, bem como em inúmeras Coleções institucionais e particulares, em Portugal e no estrangeiro.

Ilustrou com as suas aguarelas diversos livros e, em 2002, editou o livro “Olhares” com desenhos e aguarelas de sua autoria. Paulo Ossião é, ainda, um dos artistas referidos no dicionário de Pintura Portuguesa de Fernando Pamplona, na Biblioteca Nacional e na Biblioteca da Fundação Calouste Gulbenkian.

Publicado por

Clica para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

também poderás gostar disto.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"