we are social!

Hi, what are you looking for?

Sem categoria

Recital da Bonifrates desfila pelas ruas de Coimbra para evocar poetas e escritores que viveram na cidade

Este conteúdo tem 3 anos e poderá estar desatualizado.

O tema da Semana Cultural da Universidade de Coimbra – “Oh as casas as casas as casas” -, foi o ponto de partida para a criação do Recital que a Bonifrates levará, amanhã, 7 de abril, às ruas de Coimbra.

Um percurso que terá a duração de três horas e que foi definido pelas casas e outros espaços que os poetas frequentaram em Coimbra. A Biblioteca Joanina marca o início do Recital que terminará na Casa da Escrita (habitação do escritor João José Cochofel, onde vários neorrealistas se encontravam). Pelo caminho passará pela Faculdade de Letras, pela casa de Carlos de Oliveira e de Zeca Afonso, ou pela Torre do Anto, onde morou António Nobre.

A companhia de teatro fez “um levantamento dos poetas, mas também cantores, que estiveram ligados à cidade de Coimbra” com o propósito de “reencontrar as palavras de poetas nas casas que habitaram, nos lugares de partilha que sentiram como segunda casa”, explica a companhia de Coimbra.

Desse levantamento, desenhou-se um itinerário que passa por repúblicas, cafés, universidade e casas particulares ligadas ao percurso dos vários poetas que passaram pela cidade e ao longo do qual se vão poder ouvir poemas de Herberto Helder, Joaquim Namorado, António Nobre, Camilo Pessanha, Carlos de Oliveira, Eugénio de Castro, Adolfo Casais Monteiro e Mário de Sá-Carneiro pela voz de 20 atores. Pelo meio acontecerão também alguns momentos musicais.

O recital termina na Casa da Escrita, onde serão lidos poemas de autores contemporâneas, como Luís Quintais, Rosa Oliveira e Jorge Fragoso. A procura pela iniciativa tem sido grande e o evento marcado para sábado já está esgotado.

Publicado por

Clica para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

também poderás gostar disto.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"