Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

27.03.18

Angelus TV está em risco de fechar


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 

30 mil euros. É este o valor que a Angelus TV precisa para se manter no ar. O canal privado de cariz católico está com problemas de financiamento e pode encerrar já a 15 de abril. Com salários em atraso desde novembro, o canal pede "orações e doações". 

Sandra Dias, diretora da Angelus TV, revelou à Agência Lusa que o projeto foi desenvolvido para ser suportado por publicidade. No entanto, o canal esbarrou com diversos problemas: "muitos empresários não querem associar o seu produto a um canal católico, com receio de estarem a limitar os clientes. Esquecem-se que o católico também come, compra casa e tem as mesmas necessidades que qualquer pessoa", diz Sandra Dias.

Esbarrando nas reticências dos empresários, o canl foi "bater às portas das 4397 paróquias de Portugal" e ás congregações, pedindo apoios. "As respostas foram idênticas, ao referirem que não tinham condições e que já tinham os seus apoios atribuídos", refere a responsável. 

A responsável adianta que recebe apoios "pontuais" da Igreja Católica, mas não chega: são necessários, pelo menos 30 mil euros mensais para manter o canal no ar: "O ideal seriam os 50 mil euros, mas com 30 mil euros já teremos manobra para negociar", diz Sandra Dias

Há salários em atraso

A urgência para aumentar a sustentabilidade do canal acontece num momento em que os colaboradores afetos à Angelus TV têm salários em atraso desde novembro de 2017. 

Para que a situação se possa inverter, a equipa do canal está a pedir aos espetadores que se tornem "padrinhos" ou "madrinhas" dos vários programas da estação de televisão. Desde sábado às 18h30, que mais de 100 pessoas inscritas com diferentes valores doados. "Se três mil pessoas derem dez euros vamos conseguir manter o canal e fazê-lo crescer. Ser padrinho ou madrinha é isso mesmo: ajudar o afilhado a caminhar no seu crescimento cristão", reforça a responsável. Não há uma obrigatoriedade dos valores: "Cada um dá o que pode". 

Segundo Sandra Dias, o canal tem uma audiência média diária de 50 mil espetadores. "Este é um canal generalista. A nossa programação procura ser diversificada e destina-se desde as crianças – com os desenhos animados – aos mais velhos, passando pelos jovens. Curiosamente, os nossos principais telespectadores têm entre 25 e 65 anos, logo são pessoas ativas, na sua maioria mulheres", sustenta a diretora. 

Toda as informações de como contribuir estão no site do canal

A Angelus TV é um projeto privado de televisão católica. Lançado a 2 de maio de 2017, representa um investimento de 800 mil euros, tendo, na altura, 20 funcionários a tempo inteiro. Em agosto de 2017, a administração mostrava interesse em querer integrar a rede TDT. O canal está presente nas operadores MEO, NOS e Vodafone. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
25.03.18

Há "Retratos" no AlgarveShopping


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 

Até 15 de abril, vão estar patentes vários retratos saídos da mão Fernanda Nogueira no AlgarveShopping. 

Intitulada justamente de "Retratos", a exposição mostra os trabalhos da artista que, segundo o centro comercial, "privilegia as técnicas a lápis grafite e pastel que lhe permitem apresentar as suas obras com uma linha suave, aveludada e de traço muito preciso". Natural de Águeda, Fernanda Nogueira está há 15 anos no Algarve e é nessa região que tem exposto o seu trabalho. 

Durante a mostra, Fernanda Nogueira vai estar a desenhar "em tempo real", aos sábados, das 11h às 15h, e aos domingos, das 10h às 13h.  

A exposição pode ser visitada todos os dias das 10h às 23h, junto à entrada norte da área de restauração (piso 1). A entrada é livre. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
25.03.18

"ImproViral" vai estar em cena em Lisboa


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 

O coletivo "Improvio Armandi" vão levar a cena o "ImproViral", um espetáculo original em que os vídeos virais são o ponto de partida. 

"O grupo compromete-se a improvisar uma história a partir de qualquer vídeo" da internet onde o público poderá escolher qualquer vídeo, "seja ele qual for. Cada vídeo vai dar origem a uma história.", refere o grupo. "Os teus vídeos preferidos são o ponto de partida, não se sabe muito bem para onde. Mas são o ponto de partida…". 

O espetáculo estará em cena nos dias 6, 13, 20, e 27 de abril no auditório Carlos Paredes, em Benfica, Lisboa, a partir das 21h45. 

O coletivo Improvio Armandi é um grupo de comédia de improviso com Hugo Rosa, João Cruz, Juan Pereira, Rui Moreira e André Sobral. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
25.03.18

Fundação Bissaya Barreto inaugura exposição de Vasco Mourão


Bruno Micael Fernandes

Fundação Bissaya Barreto

 

A Fundação Bissaya Barreto inaugurou, no passado dia 22, uma esposição de Vasco Mourão. 

A mostra traz algumas obras recentes do artista e "registos inéditos" do período em que o artista esteve em residência artística em Coimbra mas o grande destaque é uma peça encomendada pela fundação e produzida durante esse período.

Produzida numa folha de latão com 8 metros e desenhada à mão por Vasco Mourão, esta escultura será intalada no Portugal dos Pequenitos.  "Interessava-me criar uma peça que partia do edificado do Parque, mas fosse além de uma representação literal do mesmo", diz o artista que começou a fazer uma recolha fotográfica dos edíficos representados no Portugal dos Pequenitos. "Foi necessário olhar para o Parque de forma crítica e perceber o mecanismo intelectual da sua construção", refere. 

Apesar de não ser automática a perceção da forma, o observador só tomará verdadeira noção da peça ao mover-se pelo espaço: "Numa vista frontal aparenta ser quase plana mas numa vista mais lateral torna-se evidente a tridimensionalidade da peça proporcionando ainda uma distorção do desenho na sua superfície”, acrescenta. 

Em relação às outras peças que estarão em exposição, estas mostram, segundo a Fundação, "o âmbito global do trabalho do autor e assim colocar a peça em contexto e evidenciar a sua importância no trajeto criativo". 

A exposição pode ser visitada de terça a sexta, das 11h às 13h e das 15h às 18, até ao próximo dia 3 de maio na Casa Museu Bissaya Barreto, em Coimbra. A entrada é gratuita. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
25.03.18

MEO lança canal especial da Marvel


Bruno Micael Fernandes

MEO/Divulgação

 

A MEO lançou um canal especial para as férias da Páscoa dedicado ao universo Marvel. 

"Marvel Mania" está disponível para todos os clientes da operadora da Altice Portugal (fibra, ADSL, satélite e no serviço MEO GO) e terá uma emissão em contínuo 24 horas por dia. 

Segundo a operadora, os clientes "podem aceder a algumas das melhores séries do universo de super-heróis da Marvel. Estarão disponíveis 4 temporadas de Ultimate Spider-Man, 3 temporadas de Os Vingadores Unidos da Marvel e a primeira temporada de Marvel Spider-Man, entre outras". 

Depois dos canais especiais "Mickey Mouse e os seus Amigos", "Disney Channel Forever" e "Princesas ao Poder", "Marvel Mania" é o mais um canal especial resultado da parceria entre a Altice Portugal e a Disney. 

"Marvel Mania" estará no ar até ao dia 30 de abril na posição 49. 

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
23.03.18

UPorto: Estudantes de Belas Artes denunciam falta de condições na faculdade


Bruno Micael Fernandes

AEFBAUP/Direitos Reservados

 

A Associação de Estudantes da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (AEFBAUP) lançou um Manifesto contra a falta de condições nas instalações da faculdade. 

O documento foi publicado na página de Facebook da associação e relata os problemas  existentes nos vários edifícios. 

Apesar dos problemas já não serem novos, a paciência esgotou-se no passado dia 14 de março. A tempestade Gisele provocou estragos dentro da faculdade com uma inundação no "Pavilhão de Escultura" e a provocar danos nos trabalhos dos estudantes nas salas de pintura. Os estudantes juntaram-se no "Pavilhão Central", levando a AEFBAUP a convocar uma Assembleia Geral extraordinária para o dia 20 de março com um único ponto: "Situação e falta de condições estruturais dos Edifícios FBAUP".  

Numa partilha no Facebook, datada de 15 de março, a associação é perentória a afirmar que "o investimento na educação em Portugal é vergonhoso e é fácil calcular que as prioridades dentro da Universidade do Porto também o são". "As melhores condições parecem apenas mover-se por interesses financeiros, e pior é esquecimento de que é a cultura que nos educa e faz mover a cidade. Podemos facilmente imaginar que cada tela hoje estragada poderia chegar a ser uma obra de arte avaliada em centenas (ou milhares) de euros, mas o problema é maior - somos uma faculdade que produz cultura e isso deveria ser tão importante como outros fatores", acrescenta a AEFBAUP. 

"O que é a Escola senão o corpo estudantil que a faz sobreviver?" - Manifesto

Após a AG, a AE lançou um manifesto na sua página de Facebook. Num documento de 5 páginas, a associação é perentória em afirmar os alunos se sentem "desvalorizados" e que "as propinas, de tão elevado valor", não estão "a servir, como foi em tempos o seu principio, para a melhoria da qualidade de ensino". 

A despreocupação da Reitoria da UP face às especificidades de faculdades no âmbito artístico e humanístico, como são a Faculdade de Belas Artes, Arquitectura e letras têm, ao longo dos tempos conduzido estes espaços à ruína do edificado, material e, sobretudo na qualidade do ensino. 

Reconhecendo que o problema das Belas Artes não é novo, os estudantes enumeram problemas de "falta de aquecimento", "canalização deficiente", "más condições do soalho", "chuvas constantes sobre os alunos e seus trabalhos" e "falta de salas para a quantidade de alunos existentes". Os alunos apontam ainda para a "falta de iluminação" no Pavilhão de Escultura ou para o "peso excessivo da maquinarias das Oficinas de Técnicas de Impressão no piso superior", a inexistência de condutas de ventilação nas Oficinas de Técnicas de Impressão e Laboratórios de Fotografia" e o "perigo iminente causado pelos fornos de Cerâmica no andar inferior" no Pavilhão de Tecnologias. Os alunos chamam a atenção para a Torre: "falta de condições e perigo de derrocada enquanto decorre o Mestrado de Design de Produto". 

A par disto, os estudantes de Belas Artes alega que há falta de pessoal: "o caso de Atelier I em Escultura que, na necessidade da divisão da sobrelotada turma em três áreas tecnológicas, uma delas fica sem apoio técnico, porque apenas existem dois técnicos naquele pavilhão". A associação refere que a presença dos técnicos é "preponderante" devido ao facto das "maquinarias são de perigo iminente". 

"Há muito que, com os cortes na área das Artes, têm vindo a reduzir a qualidade de experimentação e criatividade possível de promover dentro do espaço da FBAUP", lamenta a associação que quer, com o documento, "marcar a sua posição de desagrado". 

O Largo do Beco solicitou mais esclarecimentos à AEFBAUP e à reitoria da Universidade do Porto, sendo que esta notícia será atualizada logo que estejam disponíveis mais informações.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
23.03.18

“A Noite da Dona Luciana” em cena no Auditório Ramo Grande da Praia da Vitória


helena margarida

Divulgação

Sobe amanhã, 24 de março, ao palco do Auditório do Ramo Grande, na Praia da Vitória, pelas 21h30, a peça de teatro “A Noite da Dona Luciana”, produzida pelo Teatro do Elétrico, com encenação de Ricardo Neves-Neves.

“Um desafio”, diz o encenador, “tendo em conta o humor particular e o desequilíbrio que caracterizam os textos de Copi”.

A peça, uma comédia baseada na obra “La Nuit de Madame Lucienne” (1985), do dramaturgo franco-argentino Copi, retrata, de forma irónica, as relações de poder entre as pessoas que trabalham nos mesmos núcleos profissionais, demonstrando o quanto essa convivência, por vezes, se pode tornar ridícula e inusitada.

A sinopse revela que “num teatro acontece um ensaio tardio, onde estão presentes o encenador, a atriz e o técnico. O ensaio é interrompido por uma velha stripper transsexual, que se envolve num confronto com a Companhia, lançando o espetador numa espiral entre a verdade e o delírio, a paixão e o humor negro”.

“Na nossa versão, a personagem do técnico é interpretada por dois atores em simultâneo, um desafio sonoro muito ligado à noção de coro grego. Esta alteração surge na sequência do género de encenações que costumo fazer, nas quais a música é um elemento fundamental”, adiantou Neves-Neves.

“A Noite da Dona Luciana”, que estreou em Lisboa há dois anos, conta com a interpretação de Custódia Gallego, José Leite, Rita Cruz, Márcia Cardoso, Rafael Gomes e Vítor Oliveira.

Amanhã, 24 de março, vai estar no Auditório do Ramo Grande, na Praia da Vitória, Açores.

“Valorizando esta arte milenar, que tem a capacidade de despertar emoções no espetador e desenvolver o espírito crítico do mesmo” assinala-se o Dia Mundial do Teatro, adiantou o vereador da cultura da autarquia praiense, Carlos Armando Costa.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
23.03.18

Festival Internacional de Poesia e Arte “Grito de Mulher” na Casa do Sal em Castro Marim


helena margarida

Divulgação

As mães como pilares da sociedade e guias de uma nova geração comprometida com uma vida sem violência é a temática da 8º edição do Festival Internacional de Poesia e Arte organizado pelo MPI (Movimento Mujeres Poetas Internacional).

“Por ti Mujer, Uniendo Fronteras”, é o mote desta ação na Casa do Sal, numa simbiose com as características culturais deste território transfronteiriço. O MPI lançou o repto a algumas mulheres do Baixo Guadiana para participarem ativamente no projeto e integrar a publicação que resultará desta edição, estando o mesmo desafio aberto a todos os interessados. Para além da declamação de poesia, o festival conta com alguns momentos musicais, nas vozes de Carla Sabino, Ângela Mascarenhas, Natalino Martins, Nádia Catarro e ainda a participação de “Música do Mundo de Mulheres” e da Associación FRONTEiRAS.

Grito de Mujer” é um festival poético-artístico, nascido na República Dominicana pela escritora Jael Uribe, que consiste numa cadeia de eventos simultâneos em vários países durante o mês de março, em homenagem à mulher e contra a violência.

Amanhã, 24 de março, pelas 10h00, estará na Casa do Sal, em Castro Marim.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade