Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

#informação #entretenimento #rádio

10.01.18

Cinclus Fest – VIII Festival de Imagem de Natureza de Vouzela promove concurso de pintura e fotografia


helena margarida
Decorre até ao dia 21 de janeiro o prazo para o envio de trabalhos ao concurso juvenil de fotografia e pintura de natureza, numa iniciativa integrada na programação do CinclusFest – Festival de Imagem de Natureza de Vouzela.
A iniciativa pretende encorajar os participantes para a recolha de imagens fotográficas ou pintura no território do Parque Natural Local Vouga Caramulo – Vouzela a fim de o divulgar junto de toda a comunidade, contribuindo como ferramenta de sensibilização para os valores patrimoniais existentes que, com os incêndios de 15 e 16 de outubro, se perderam e que conduziram o concelho a uma nova realidade.
É também essa nova realidade que o Cinclus quer destacar ao introduzir no concurso a categoria “Despertar Consciências”. O desafio passa por captar imagens dentro da área do Parque Natural com a capacidade de impressionar.
O concurso é aberto a todos os alunos do 1º e 2º ciclos, secundário e profissional dos agrupamentos de escolas dos concelhos de Vouzela, Oliveira de Frades, São Pedro do Sul e Castro Daire.
As fotografias devem ser enviadas por mail para gab.turismo@cm-vouzela.pt,, juntamente com a ficha de inscrição, até às 18h do último dia do prazo. Já as pinturas devem ser entregues pessoalmente no Posto de Turismo de Vouzela, também com a respetiva ficha de inscrição, até às 18h do dia 21 de janeiro, ou por correio registado para a morada do Posto de Turismo, na Av. João de Melo.
Os melhores trabalhos em cada categoria serão premiados.
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
10.01.18

“12 meses, 12 bonecas” em exposição no Auditório Municipal de Proença-a-Nova


helena margarida
Érica Brito da Luz é a autora da exposição “12 meses, 12 bonecas” que está disponível para visita no Auditório Municipal de Proença-a-Nova.
Cada boneca, com aproximadamente 40 cm de altura, é um momento do ano, traz as cores e os símbolos de cada mês e retrata a sensibilidade, os tons e texturas da vida, com uma influência citadina, e são ainda acompanhadas com um pequeno texto, onde Érica escreve uma reflexão sobre aquilo que cada mês lhe transmite ou relatando as suas memórias de infância e por um bolo enfeitado de acordo com os ingredientes de cada mês, de autoria de Margarida Abreu, promotora do projeto “Da Margarida”.
Dinamizadora do projeto Senhorinha, Érica da Luz aceitou o desafio que lhe foi lançado e no ano passado criou uma boneca para cada mês, “representando o modo como vivemos a passagem do tempo”: em janeiro é o mês da neve e a boneca veste uma capa de pelo, em abril aparece com capa de chuva, em junho surge com um manjerico debaixo do braço ou em agosto estendida numa toalha de praia a apanhar banhos de sol.
Para 2018, a autora já tem uma nova boneca. Uma nova coleção que será inspirada nas aldeias de Portugal. “Em 2018 estou a inspirar-me nos pastores da Serra da Estrela e é possível que até março surjam mais três bonecas”, afirmou Érica.
A exposição “12 meses 12 bonecas” estará patente no Auditório Municipal até 31 de março.
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade