Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

29.12.17

Passagem de ano: onde é que há festa?


helena margarida
2018 aproxima-se e é regra entrar no novo ano em festa.

Várias cidades, de norte a sul do país, estão a preparar as suas festas de passagem de ano. Neste artigo, compilamos as festas e os locais onde podes dizer adeus a 2017: entre cantares tradicionais e djs, há muito para escolher.

[bsc_collapsibles ]
[bsc_collapsible title="Albufeira"]
Albufeira prepara a Praça da Praia dos Pescadores para servir de palco a mais uma passagem de ano. Agir atua às 22h00 dando início à contagem decrescente para 2018 que chega com o tradicional fogo de artifício. Os Xutos & Pontapés entram no novo ano sem Zé Pedro, mas em palco.

Almada tem palco montado para receber 2018 em Cacilhas. Os Azeitonas são os convidados de honra. Um concerto que começa às 23h00 interrompe para o fogo de artifício das doze badaladas e prossegue já no novo ano depois do brinde e das passas da tradição.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Barcelos"]
Barcelos vai ter Maria Leal na Passagem de Ano. A grande festa terá como palco o Pavilhão Municipal. A partir das 23h30 são muitos os nomes que irão passar pelo espaço até 2018: All in Djs, Simplify, Pedro Caldas, Chinelos com Vida e Marcus fazem desta uma festa mágica.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Beja"]
Beja entra em 2018 com Nelson Freitas. Os Sem Limite aquecem o palco da Praça da República às 22h00. Às 00h00 haverá fogo de artifício e a primeira hora do ano novo vai ser da responsabilidade de Nelson Freitas. Sonido Andaluz sobe a palco às 01h45.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Braga"]
Braga tem Miguel Gameiro, Djs e Meninos do Rio na Avenida Central. Depois da chegada de 2018 é Wilson Honrado que irá manter a animação. À meia noite haverá um espetáculo pirotécnico, brindes e uvas passas como manda a tradição.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Coimbra"]
Coimbra entra a dançar em 2018 ao som dos HMB. Os festejos do ano novo acontecem no Largo da Portagem, mas também haverá festa na Praça do Comércio com um concerto dos Peste & Sida e Karetus. O programa compõe-se também de um Revival Musical na Praça 8 de maio e no Terreiro da Erva a animação também está garantida pela banda Hidrogénio. Não faltará o fogo de artifício sobre as águas do Mondego.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Figueira da Foz"]
Figueira da Foz recebe o ano novo ao som de David Carreira, Diogo Piçarra, Pedro Abrunhosa e Inês Simões. Os festejos de Passagem de Ano começam já hoje, 29 de dezembro, com Diogo Piçarra e Inês Simões finalista do programa The Voice Portugal. Amanhã, dia 30 de dezembro a noite é de David Carreira e dia 31 com o soar das 12 badaladas arranca o espetáculo piromusical. Pedro Abrunhosa dá as boas vindas a 2018.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Guarda"]
Guarda tem Richie Campebell no cartaz para a Passagem de Ano. O concerto está agendado para as 22h00 na Praça Luis de Camões. O Dj João Vaz atua logo depois do fogo de artifício da meia noite.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Guimarães"]
Guimarães saúda 2018 com um espetáculo multimédia no Centro Histórico onde são esperadas cerca de 10 mil pessoas. Às 23 horas irá começar a exibição de vídeos na torre da Igreja da Oliveira. Durante a hora que antecede a meia-noite, o público assiste a uma “Master Collection”, uma rubrica que percorre as imagens de baú da música vintage, dos anos 20 aos 80, entre telediscos, genéricos e imagens de filmes musicais. Quando faltarem três minutos para as badaladas que anunciam 2018, um céu estrelado vai surgir na torre da Igreja da Oliveira enquanto uma voz anuncia a chegada do novo ano. A partir daqui, começa um festival de criatividade e de efeitos especiais de vídeo mapping, com música frenética e variada, dando origem a um mosaico de imagens e ritmos que compõem a arquitetura visual do espetáculo. Após a meia-noite, a festa no Centro Histórico continua com muita música, no Largo da Oliveira e na Praça de S. Tiago, a cargo de 6 DJs.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Lagos"]
Lagos vai ver o último dia do ano e o primeiro do novo ano com muita animação. No dia 31 de dezembro vai subir ao palco, a partir das 22h30, uma das mais conhecidas bandas portuguesas – os D.A.M.A. À meia-noite, os céus de Lagos enchem-se de cor para a despedida de 2017, com um espetáculo piromusical. Está também prevista uma entrada animada em 2018. A partir da 00h15, e durante uma hora, Lagos será animado pelos Meninos da Vadiagem, um coletivo de DJs, composto por Santo (DJ e MC), Mike (Maschine) e Thomas (Scratch).
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Lisboa"]
Lisboa tem no Terreiro do Paço tradição de Passagem de Ano. Serão três dias de festa para receber o ano novo. Dia 29 o palco é de Ana Moura e no dia 30 quem toma conta do espaço é Lura e Bonga. No último dia do ano a animação será da responsabilidade de Marta Ren & The Groovelvets e pelos Capitão Fausto. Com a chegada de 2018 haverá fogo de artifício durante doze minutos o céu de Lisboa ficará mais colorido e iluminado, tudo ao som de uma banda sonora composta para o efeito pelos Beatbombers. O novo ano começa ao som da música portuguesa pela voz de Lena d’Agua, Miguel Ângelo, Luis Portugal, Rui Pregal da Cunha entre muitos outros.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Machico"]
Machico recebe 2018 com música e fogo de artifício na baia. A partir das 21h30 no Largo da Praça o grupo Electro Band irá animar o povo até às doze badaladas. A celebração da passagem do ano será o momento mais aguardado da noite, e acontecerá com o lançamento do fogo-de-artifício desde a baía de Machico. Depois das boas-vindas a 2018 o DJ Jaime Freitas sob ao palco para animar a primeira noite novo ano.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Moimenta da Beira"]
Moimenta da Beira “queima o Velho” na última noite o ano. “Traga o espumante, o bolo-rei e roupa velha vestida do avesso” para cumprir a tradição. A concentração está marcada para o Largo da Portelinha, no Arrabalde, por volta das 22h00. Uma hora depois, ao som de um grupo de concertinas, o velho iniciará o seu percurso que, ao longo das ruas, será acompanhado pela população que se vai juntando e engrossando o cortejo onde haverá homens que carregam luminárias a arder, um falso padre e muitas carpideiras que gritam em altos brados a ‘morte’ do velho. O percurso atravessa as principais ruas da vila e demora cerca de 45 minutos até chegar ao Largo da Fonte de S. João, também no Arrabalde, onde decorrerá todo o ritual que se inicia ao som das doze badaladas da torre da igreja matriz, ali ao lado. Será então lançado o fogo ao velho e dadas as boas vindas ao ano novo. A festa e animação de rua regada com espumante Terras do Demo acompanhada de bolo-rei prossegue até ser manhã.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Portimão"]
Portimão despede-se de 2017 e dá as boas-vindas ao novo ano com muita música e animação acompanhadas pelo tradicional fogo de artifício. A festa começa logo no dia 30 de dezembro, com a atuação da banda portuguesa "The Gift" na zona ribeirinha junto à Antiga Lota, a partir das 22h00. No dia 31 de dezembro, a despedida a 2017 começa às 21h00, no mesmo local, ao som de diversos ritmos da música brasileira, com a artista Edna Pimenta e a Banda Pimenta de Cheiro, e ainda o Grupo de Baile Som Laranja e o Dj Maxman, que irão animaraté às 3h00. Também na Zona Ribeirinha de Alvor, a partir das 22h30 do dia 31 de dezembro, a animação musical está assegurada com o DJ Valter Alemão. O acesso a ambos os recintos e nos dois dias é livre. No dia 31 de dezembro, quando soarem as badaladas da meia-noite, os céus serão iluminados a partir da Praia da Rocha, e na zona ribeirinha de Portimão e zona ribeirinha de Alvor pelo habitual fogo de artifício.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Porto"]
Porto tem na Avenida dos Aliados palco montado para receber 2018. HMB abrem os festejos de Passagem de Ano, amanhã, 30 de dezembro. No último dia de 2017 será Áurea a fazer a contagem decrescente para as doze badaladas. O espetáculo de fogo de artifício dá as boas vindas ao novo ano seguindo-se o concerto dos Amor Electro. Às 02h00 a animação prossegue com o Dj Nuno Luz da Rádio Comercial. À semelhança do último ano a festa também se irá fazer no Largo do Amor de Perdição (Cordoaria) e na Praça dos Poveiros.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Vila Nova de Cerveira"]
Vila Nova de Cerveira vive a ‘Noite Velha no Castelo’. Esta festa já faz parte do roteiro das Passagens de Ano no Minho. Haverá animação dentro e fora de portas. A concentração faz-se pelas 22h30, no Terreiro, com a atuação do Conjunto Show Band. Para a contagem das 12 badaladas, a autarquia oferece champanhe e uvas passas acompanhadas do espetáculo de fogo-de-artificio que serve de banda sonora ao brinde e habituais desejos para 2018. Da rua para o Castelo! A festa continua pela noite dentro e só termina de madrugada. A ‘Noite Velha no Castelo’ apresenta três espaços musicais diferentes, com um vasto e rico conjunto de 12 DJ’s: no Glass Room, as presenças de Michael Klein, Fauvrelle, Ruuar e Urze; no Dance Room, Warn Up, Diego Morales, Nuno Rodrigues e Cheky Drums; e no Disco Room, Pedro Pagodes, Pedro Lima, Paulo Ribeiro e Marco Pires.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Vila Real"]
Vila Real terá animação de rua garantida no último dia de 2017. Às 16h00 acende-se na Praça do Município o madeiro de ano novo para começara a aquecer o recinto dos festejos de Passagem de Ano. Às 18h00 haverá a despedida do ano velho e às 22h00 no palco da Praça o Dj Miguel Simões será o anfitrião das doze badaladas que irão acontecer acompanhadas de fogo de artifício, as tradicionais uvas passa e o espumante da Adega de Vila Real. Os GNR dão continuidade à festa pelas 00h20.
[/bsc_collapsible]
[bsc_collapsible title="Viseu"]
Viseu vai proclamar-se “Cidade Europeia do Folclore” com a entrada em 2018. Mas há todo um programa de festejos no Campo do Viriato. Às 21h00 atuam os Grupos de Folclore do Concelho: Rancho Folclórico da Associação “As Cabacinhas de Santiago”, Rancho Folclórico de Gumirães e Grupo Folclórico Leões da Beira de Rio de Loba. Às 22h00 é a vez dos Tranglomango e Convidados fazerem a festa. Às 23h00 os Orquestrada animam os foliões até à meia noite altura em que o céu de enche de cor e luz para da as boas vindas ao novo ano. Os Orquestrada regressam para a segunda parte de concerto até à 01h00 altura em que o DJ Moullinex toma conta do espaço .
[/bsc_collapsible]
[/bsc_collapsibles]
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
27.12.17

Manuel Luís Goucha vai apresentar "Secret Story"


Bruno Fernandes

Selfie IOL

 Falou-se de José Carlos Malato ou de João Baião. No entanto, a TVI escolheu a "prata da casa": Manuel Luís Goucha é o apresentador escolhido para apresentar o "Secret Story".

A escolha da estação de Queluz de Baixo para apresentar o formato francês foi dada a conhecer na sua página de Facebook com um link para uma entrevista publicada no site da TVI. Para o apresentador, isto será um "desafio": "Eu acho que a minha vida tem sido, ao longo destes 25 anos, uma vida profissional. Portanto, 90% da minha vida é trabalho. Quando se diz que é um grande, um enorme desafio profissional, também o é pessoal", diz o também apresentador de "Você na TV!" e "Masterchef Junior".

Manuel Luís Goucha realça que este projeto é "avassalador" recordando que já fez o papel de anfitrião no programa "Momentos de Glória" há cerca de 25 anos na TVI mas com ajuda de Carla Caldeira. "Desta vez, eu tenho a "Voz" mas sou o anfitrião sozinho num programa de grande exigência".

Em entrevista ao site SELFIE, vai mais longe lembrando as duas apresentadoras do formato classificando de "legado exigentissímo": "Independentemente da Casa dos Segredos ter estreado com a Júlia Pinheiro que fez a condução brilhante que se lhe reconheceu na altura, eu vou ser o terceiro apresentador", diz o apresentador não esquecendo também "o legado da Teresa (Guilherme) que marca definitivamente a condução dos reality shows em Portugal. Eu tenho que honrar esse legado!".

Sobre o facto de não ser Teresa Guilherme a conduzir o formato (recorde-se que a apresentadora conduzir as cinco edições anteriores), Manuel Luís Goucha diz que "se houvesse hipótese de ser a Teresa a apresentar, eu não aceitaria o convite. Não sei como é que vai ser a reação dela, mas espero que a nossa amizade não fique 'beliscada'".

As inscrições para o programa estão abertas no site da TVI.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
21.12.17

Jovem de Guimarães vence 1º concurso de expressão artística da Organização das Cidades Património Mundial


helena margarida
Bárbara Correia, natural de Guimarães, foi a vencedora do 1º concurso de expressão artística jovem promovido pela Organização das Cidades Património Mundial com uma pintura “Sem Título”, 130cm X 180cm, Técnica Mista sobre Tela.Aos 20 anos, a jovem estudante do 3º ano da licenciatura em Pintura, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto decidiu participar no concurso “apesar de relutante em fazê-lo, pois as expectativas não eram muitas”. Em declarações em primeira mão e exclusivo ao Largo do Beco confessa que, no entanto, havia interesse em concorrer “como forma de divulgar o meu trabalho”. Uma divulgação que também vai fazendo no seu portfólio online, nas redes sociais e através de ilustrações de contos infantis que são publicados numa revista física e online de Guimarães e nas plataformas facebook, instagram e behance.Os membros do Comité de Avaliação constituído pelo Coordenador Regional para o Sul da Europa e o Mediterrâneo, Rafael Pérez de la Concha Camacho; Coordenador do Projeto Herança e Juventude, María del Pozo López, de Aranjuez; Coordenador do Projeto Craft, Ángela González Quesada, de Granada e o Coordenador do Projeto de Mobilidade, Rosa Lara Jiménez, de Córdoba, reuniram na passada terça-feira, 17 de dezembro, e atribuíram o primeiro prémio na categoria 17 – 21 anos a Bárbara Correia.A jovem artista vimaranense não é a única portuguesa a figurar na lista dos vencedores. Na categoria dos 10 – 16 anos, Maria Fraga Mendes, de Angra do Heroísmo, arrecadou o segundo prémio.O concurso, nas modalidades de fotografia, pintura e escultura, dividia-se em duas categorias - para jovens nascidos entre os anos de 2001 e 2007 e para jovens nascidos entre 1996 e 2000 –residentes nas cidades devidamente registadas na Secretaria Regional da Europa do Sul e Mediterrâneo (SRESM): Angra do Heroísmo, Aranjuez, Baeza, Bordeaux, Bruxelas, Cidade Velha, Città del Vaticano, Córdoba, Cuenca, Dubrovnik, Ejmiatsin, Elvas, Évora, Granada, Guimarães, Ibiza (Eivissa), Kotor, Lyon, Mostar, Oviedo, Porto, Provins, Santiago de Compostela, Segovia, Sintra, Strasbourg, Tarragona, Úbeda e Viena.Cada uma das categorias tem 3 prémios. O primeiro prémio é de 300 euros, o segundo de 250 euros e o terceiro de 200 euros. Todos os premiados receberão um diploma. O valor monetário será entregue ao participante ou representante legal.A Organização das Cidades Património Mundial congrega 788 sítios, distribuídos por 208 cidades, repartidas por 134 países, compondo, assim, a lista de Património Mundial da UNESCO.
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
20.12.17

Tó Cruz na “Jam Session” da Fábrica das Palavras, em Vila Franca de Xira


helena margarida
O ciclo de Jazz “Jam às Sextas”, que decorre às 6.ªs Feiras à noite na Fábrica das Palavras – Biblioteca Municipal e Equipamento Cultural, tem como convidados especiais no espetáculo da próxima 6.ª Feira, 22 de dezembro (21h30), Tó Cruz, Tiago Machado e Pedro Carvalho.
Com início às 21h30 e de entrada livre, as “Jam às Sextas” têm uma formação residente, composta por Paulo Brissos (guitarra e voz), Sertório Calado (bateria), João Sanguinheira (baixo) e Telmo Lopes (piano).
Contando sempre com convidados especiais, as “Jam” estão também abertas à participação de todos os instrumentistas e cantores que nelas queiram participar, independentemente do estilo, dos instrumentos ou dos temas que cada músico pretenda apresentar.
“Jam às Sextas” apresenta em cada Sessão um espetáculo sempre diferente, em que a tónica comum é a paixão pela música e pelo improviso. O ciclo prolonga-se até final deste ano, a última “Jam Session” desta edição terá lugar a 29 de dezembro.
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
20.12.17

“Saramela Pintas”: Novo livro de Adelaide Graça apresentado em Cerveira


helena margarida
Direcionado para o público infantojuvenil, entre os 6 e 10 anos, “Saramela Pintas”, é o mais recente livro de Adelaide Graça que foi lançado no sábado durante a Hora do Conto da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira. No final houve sessão de autógrafos.
A autora conta, ao longo de 48 páginas, seis histórias ilustradas por Célia Rebelo da Silva: “Saramela Pintas”, “O Dia da Carta e do Trepa-Trepa”, “As Árvores também Falam”, “O Meritíssimo Espião”, “Surpresas!” e “O Mocho que Voa no Mar”. No final, o livro tem algumas atividades para as crianças preencherem!
Adelaide Graça, natural de Vila Nova de Cerveira, além de colaborar com várias revistas e jornais, tem um vasto currículo como escritora em diferentes categorias. Na Poesia já publicou “Limites da Razão” (1998), “Quando Tudo Parece Parar” (2000), “O Vão da Ausência” (2002) e “Sem Chaves Nem Segredos” (2005), na Prosa Poética escreveu “Do Tempo do Quando” (2007) e “Onde os Pés Escreveram as Pegadas do Encontro” (2011). Mais recentemente tem apostado na Literatura Infantil com “A Festa do Brincar” (2011) e “Queres Entrar no Carrocel?” (2014).
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
20.12.17

Tinto ou Branco a sugestão é “Carvalhas” para o Natal


helena margarida
Para degustar ou oferecer nesta quadra natalícia a sugestão da Real Companhia Velha vai para a dupla de vinhos “Carvalhas” recentemente distinguida pelo “The Wine Advocate” Robert Parker com 186 pontos. Ao ‘Carvalhas Vinhas Velhas tinto 2015’ atribuiu 94 e ao ‘Carvalhas branco 2015’ 92 pontos!Com quase um século de história, as vinhas velhas são a essência deste ‘Carvalhas Vinhas Velhas’, o ex-líbris dos vinhos da Real Companhia Velha produzido de parcelas selecionadas de vinhas pós-filoxéricas que contam com mais de 20 variedades de castas autóctones plantadas em uma só parcela. A produção deste vinho da colheita de 2015 resulta de um trabalho minucioso iniciado logo na vinha, onde foram colhidas apenas as uvas que se encontram nos desejados níveis de maturação. Na adega, as uvas foram submetidas ao processo de pisa a pé nos tradicionais lagares de granito e o estágio em barricas de carvalho francês – 50% em madeira nova e 50% em madeira já usada – durante 18 meses com controlo de temperatura. Nas notas de prova enaltece-se a impressionante exuberância aromática com destaque para as notas de frutos vermelhos e de fruta preta com nuances herbáceas e de especiarias demonstrando uma harmoniosa integração com a madeira através de subtis notas de baunilha. Com um excelente volume de prova, este ‘Carvalhas Vinhas Velhas tinto 2015’ consiste em um clássico e poderoso tinto duriense mas, ao mesmo tempo, elegante com uma concentração e profundidade própria de vinhas de baixa produção. Os taninos firmes e muito redondos denotam sabores realçados por uma equilibrada acidez. O final de boca é longo e persistente. A servir a 16° C.O ‘Carvalhas branco 2015’ é um branco feito a partir de Viosinho e Gouveio, duas castas típicas do Douro de pequenas parcelas de uvas brancas localizadas num dos pontos mais altos da Quinta das Carvalhas (400 metros de altitude) beneficiando das condições ideais para o amadurecimento das próprias uvas. Após o desengace as uvas seguiram para a prensa pneumática e, depois, para a fermentação iniciada em cubas de inox com controlo de temperatura e terminada em barricas novas de carvalho francês, onde o lote estagiou por oito meses sobre borras finas. Assim nasceu um branco de cor citrina brilhante e aromas intensos a flor de laranjeira e alperce, com típicas nuances minerais e vegetais a combinar com nuances de baunilha e tosta provenientes da madeira, o que denota um processo harmonioso de integração. Apesar de encorpado, o ‘Carvalhas branco 2015’ é um vinho que se destaca pela elegância e pela complexidade no paladar, bem como pela frescura e pela acidez típica do Douro, o que lhe confere um final de boca longo e persistente. Para os que apreciam um vinho jovem, está pronto a degustar, embora possa ser guardado por mais alguns anos em garrafa.[caption id="attachment_83289" align="alignright" width="320"] Real Companhia Velha[/caption]A Quinta das Carvalhas com vista privilegiada para o Pinhão, são 600 hectares de terreno, dos quais 120 são vinha, que se estendem pelas encostas da margem esquerda do rio Douro e da margem direita do seu afluente, o rio Torto. Em 2010, com o regresso de Jorge Moreira para liderar a equipa de enologia da Real Companhia Velha, começam a ser produzidos os vinhos “Carvalhas” atualmente na mira de enófilos, connoisseurs, e curiosos deste vasto mundo vínico. Uma dupla de vinhos distinguidos pelo mais famoso e influente crítico de vinhos mundial. O “Carvalhas branco 2015” custa €25,00 PVP (garrafas de 750ml) o “Carvalhas Vinhas Velhas tinto 2015” tem PVP €50,00 (garrafas de 750ml).
estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo.
publicidade

Pág. 1/6