Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o largo.

onde tudo acontece...

28.11.17

“As Origens” de Cláudia Sousa vão estar em Stand-Up & Lay Down na Malaposta


helena margarida

Divulgação

Uma mulher sozinha em palco a falar sobre sexo? Sim e ela é Cláudia Sousa. Pegou na “Maleta Vermelha” – um projeto onde ia a casa de quem a convidasse para apresentar produtos eróticos – e transpõe “As Origens” para o palco.

“Ao longo dos tempos acumulei tantas histórias íntimas e engraçadas partilhadas por mulheres, histórias que sempre senti que deveriam ser partilhadas. As Origens- é fruto de todas estas inspirações”, explica a autora.

Stand-Up & Lay Down Comedy por uma “one woman show” que leva a comédia a experimentar novas posições e que quebra os preconceitos do “Não há mulheres no humor”, “Os portugueses não sabem falar sobre sexo” ou “Já foi tudo inventado”.

Esta viagem afrodisíaca para maiores de 18 anos vai passar pelo Centro Cultural Malaposta, em Odivelas, dia 30 de novembro pelas 21h30. Vão ser 90 minutos de espetáculo com o preço único de 7,50€.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
28.11.17

"#Só Que Não" vai estar vivo no auditório da Mega Hits


Bruno Micael Fernandes

Divulgação

 

A rubrica de Luís Franco-Bastos na Mega Hits vai ter versão ao vivo.

"Desde setembro de 2015 que Cristiano Ronaldo, Jorge Jesus, Bruno de Carvalho, Alberto João Jardim, Luisão, Pinto da Costa, Jonas, o famoso PT Marcos Sousa, a Dona Secretária e o Dr. Alfredo e Alfredo fazem parte da equipa da Mega Hits. Em comum todos têm o Luís Franco Bastos", refere o grupo R/COM em comunicado.

O "#Só Que Não Ao Vivo" acontece no auditório da estação juvenil já no próximo dia 14 de dezembro às 18h30. A entrada é gratuita mediante inscrição no site da estação

O "Só Que Não Ao Vivo" terá ainda showcases de AGIR, D.A.M.A. e Diogo Piçarra.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
27.11.17

Miguel Esteves Cardoso e Bruno Nogueira “Fugiram de Casa de Seus Pais”


helena margarida

Jornal Público

Novo programa da RTP vai juntar semanalmente o humorista Bruno Nogueira e o escritor Miguel Esteves Cardoso (MEC). A notícia é avançada pelo jornal “Público”. “Fugiram de Casa dos Seus Pais” são conversas informais, de circunstância, que podem ir do tema mais banal ao mais sério.

O primeiro programa vai ser emitido no dia 5 de dezembro e durante 13 semanas, todas as terças-feiras, MEC e Bruno Nogueira “conversam” com os músicos Gisela João, Mário Laginha, Capicua e Ricardo Ribeiro. O jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho e o humorista Nuno Markl também estão entre o rol dos convidados bem como a apresentadora Júlia Pinheiro e o chef José Avillez. José Pedro Gomes, Rita Blanco, Ana Bola e Miguel Gulhilerme são os atores que também vão ao “Fugir de Casa dos Seus Pais”.

Os programas foram todos gravados na casa de MEC, em Sintra.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
27.11.17

Circo em LEME no 23 Milhas de Ílhavo


helena margarida

Divulgação

Oficinas, conversas e espetáculos compõem a programação do LEME - Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços não Convencionais que vai ser apresentado, dia 2 de dezembro, na Casa da Cultura de Ílhavo.

Este festival de inverno abre portas à reinvenção do circo contemporâneo em espaços fechados, numa proposta de transfiguração ativa do habitual olhar do espaço cultural dos nossos tempos, desafiando a comunidade artística nacional para uma participação ativa num projeto envolvente e gerador de oportunidades.

O dia de lançamento arranca com uma oficina de experimentação de novo circo, pela ADN - Artistic Development Nucleus, um desafio para o corpo e para a mente, explorando a linguagem e técnicas do circo contemporâneo e que dá aos participantes a oportunidade de se colocarem à prova e testarem disciplinas de aéreos e equilíbrios, sob o olhar de artistas profissionais.

Direitos Reservados

O primeiro espetáculo do lançamento do LEME, “Só”, acontece no Foyer da Casa da Cultura de Ílhavo, às 15:00, onde objetos de grandes proporções interagem com um velho, igualmente grande, e a sua solidão, ainda maior. Às 15:30 é oficialmente apresentado o LEME, na Galeria de Exposições da Casa da Cultura. Segue-se, imediatamente, às 16:00, uma conversa sobre os “Desafios da Criação Artística para o Circo Contemporâneo”, com a participação de Tiago Bartolomeu Costa, assessor para as relações internacionais da Secretaria de Estado da Cultura, Jesper Nikolajeff, artista e produtor da sueca Circus Cirkor e ainda o espanhol Johnny Torres, diretor artístico do La Central del Circ. A conversa, com a moderação da Bússola, implica uma reflexão sobre o momento de afirmação do circo contemporâneo e das artes de rua em Portugal, numa perspetivação de desafios e oportunidades.

Direitos Reservados

“Licium” de Joa Gouveia sobe ao palco da Casa da Cultura, às 18:00. Um espetáculo que é não só sobre tear, mas também um trabalho autobiográfico do artista.

Direitos Reservados

O dia termina com “Emportats”, da companhia galega La Trócola Circ, no auditório da Casa da Cultura. O único espetáculo pago deste dia de lançamento (5,00€), combina diferentes disciplinas artísticas, cruzando a acrobacia, os malabares, a música e o teatro de objetos.

O LEME - Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços Não Convencionais acontece em Ílhavo todos os anos, no mê de dezembro e é uma das propostas do projeto cultural do Município de Ílhavo “23 Milhas” com o apoio da “Bússola”, organização de desenvolvimento de projetos artísticos.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
27.11.17

A Palavra Dançante apresenta-se no Theatro Circo


helena margarida

Direitos Reservados

A Karlik danza-teatro, através de “A Palavra Dançante”, dá a conhecer a figura de Maria Zambrano como mulher, pensadora e criadora. Um espetáculo que serve para homenagear a filósofa espanhola quando se cumprem 25 anos do seu desaparecimento.

Depois de um exílio de quase meio século, Espanha reconheceu a figura de Maria Zambrano atribuindo-lhe, em 1981, o Prémio Príncipe das Astúrias de Comunicação e Humanidades e em 1988 foi a primeira mulher a receber o Prémio Miguel de Cervantes de Literatura.

Durante uma hora a Imagem, metáfora e pensamento poético de Maria Zambrano, vai estar coreografada no espetáculo “A Palavra Dançante” que sobe ao palco do pequeno auditório do Theatro Circo, em Braga, dia 29 de novembro às 21h30.

Os bilhetes estão à venda na Bilheteira do Largo powered by BOL.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
27.11.17

Biblioteca Municipal D. Dinis recebe «Os livros que gostam de contar histórias»


helena margarida

Divulgação

Fátima Éffe tem encontro marcado hoje e amanhã, 27 e 28 de novembro, na Biblioteca D. Dinis, com os alunos do 4º ano das escolas de Odivelas, para a apresentação do seu livro infantojuvenil “Os livros que gostam de contar histórias”.

Os livros são a personagem principal das cinco narrativas escritas em diferentes tons, tamanhos e formatos, volumes e feitios: o livro de bolso, o livro de coleção, o livro de autor, o livro sabichão, o livro de tantas outras formas. Nesta obra os livros são os heróis que representam um desafio de brincadeira, com humor, cada um deles especial. A leitura da sua singularidade e, ao mesmo tempo, a diversidade das suas mil configurações, letras e expressões, capas e mascarilhas despertam diferentes sentimentos e emoções que nele lemos e dele recolhemos.

Fátima Villa de Freitas, socióloga, escritora e formadora, foi docente de sociologia no ISCTE-IUL, no ISSS e investigadora social em diversas áreas. Dedica-se, desde 2001, à escrita literária, dramaturgia e atividades de mediação de leitura, sendo autora de diversos títulos. Assina Fátima Freitas nos trabalhos académicos e científicos, e fátima éffe na literatura infanto-juvenil.

“Os livros que gostam de contar histórias” integra o Plano Nacional de Leitura sendo recomendado para a leitura autónoma dos alunos do 4º ano.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
27.11.17

Do Demi-Plié ao Arabesque no Centro Cultural Malaposta


helena margarida

Divulgação

A CEDEMA – Lar Telhadinho, em Famões apresenta no Café-Teatro do Centro Cultural Malaposta, em Odivelas, o trabalho desenvolvido e realizado através da partilha de conhecimentos do Ballet Clássico, como Arte de Expressão Corporal. Estas sessões de demonstração, dirigidas a um público específico, composto por 12 utentes da instituição, estão agendadas para as 15h30 do próximo dia 30 de novembro.

Um espetáculo de ballet inclusivo que pretende proporcionar meios de melhoramento da imagem de cada um dos participantes. Do Demi-Pilé ao Arabesque aumenta-se a autoestima, qualidade de vida e bem-estar emocional, psicológico ao mesmo tempo que promove uma integração social ao nível das competências individuais.

Entrada gratuita (mediante reserva).

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.

Divulgação

 

O cinema português é celebrado em Coimbra como em mais lado algum, através do Festival Caminhos do Cinema Português. De 29 de novembro a 3 de dezembro, toda a gente está convidada a assistir à 23ª edição do festival. A seleção Caminhos - secção competitiva destinada ao cinema português - vai decorrer no Teatro Académico de Gil Vicente.

A mostra vai contar com filmes de animação, curtas de ficção, curtas documentais, longas metragens e documentários  realizados por de Vicente Alves do Ó, João Salaviza, Susana Sousa Dias e Marco Martins, entre outros. 

O processo de selecionar e programar um festival de cinema em português pode não ser fácil e, segundo Tiago Santos, vice-diretor do Caminhos, “quando estamos a programar, gostamos que todo o cinema tenha espaço dentro do festival”. A comprovar isso está a exibição de filmes como “Ubi Sunt”, de Salomé Lamas, “São Jorge”, de Marco Martins, “Al Berto”, de Vicente Alves do Ó, “Delírio em Las Vedras”, de Edgar Pêra, “Luz Obscura”, de Susana Sousa Dias, e “Altas Cidades de Ossadas”, de João Salaviza.

Para além da seleção Caminhos, há ainda a secção Ensaios, destinada ao cinema produzido em contexto académico,  momento em que o festival abre a competição a estudantes internacionais. “Permite ter uma visão comparativista entre o cinema português e o internacional, em relação à produção, narrativas e estéticas”, ao mesmo tempo que permite “perceber ou antever o futuro das práticas cinematográficas nacionais e internacionais”, declarou Tiago Santos à Lusa. 

A programação do festival já pode ser consultada aqui

Os bilhetes podem ser adquiridosem forma de "passe geral" ou na forma de bilhetes diários. O preço varia entre os 4 e os 30€.

estamos no facebook e no twitter.
visita também a bilheteira do largo. e torna-te patrono.
publicidade