we are social!

Hi, what are you looking for?

Sem categoria

Cia. Etc. está em Portugal

Este conteúdo tem 4 anos e poderá estar desatualizado.

 

A companhia brasileira Cia. Etc. está em Portugal desde o dia 10 de novembro para uma série de atuações. 

Cabeceiras de Basto é a próxima cidade a receber o grupo que congrega dança, performance, videodanças e workshops e, na bagagem trazem o espetáculo “Os Superficiais” e a intervenção urbana “Involuntário”. 

“Os Superficiais” é “investigação dos tipos de relações estabelecidas com o mundo pós-moderno marcado pela velocidade e superficialidade nas interações sociais”. Com direção de Marcelo Sena, “o espetáculo inspira-se nas redes sociais virtuais para propor uma obra, um jogo ou uma brincadeira que aposta na tão recorrente exposição pessoal, na cópia compartilhada como original, na velocidade e volume da informação, na superficialidade do conteúdo, na interrupção das ação e na dificuldade de manter um só foco de atenção”. Já “Involuntário” é uma instalação urbana onde “os artistas estão envoltos numa bolha vermelha e interagem com os passantes dos espaços públicos de grande movimentação do centro urbano, além de gerar posteriormente uma versão em vídeo com a duração de 1 minuto, que fica disponibilizado na internet”. Quatro performers integram este “Involuntário” fazendo “um caminho em meio à cidade buscando aguçar a sensibilidade das pessoas para o momento presente”.

Divulgação

 

A companhia brasileira tem já 17 anos de existência. Esta digressão já passou por Coimbra e Braga e encerra em Lisboa no próximo dia 29 de novembro no largo Camões. 

 


publicidade
Publicado por

Clica para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

também poderás gostar disto.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"