we are social!

Hi, what are you looking for?

Sem categoria

Lavradores de Feitoria e Bons Rapazes lançam dupla de vinhos

Este conteúdo tem 4 anos e poderá estar desatualizado.

“Um branco descomplicado e um tinto para a mesa” foi o pedido do ator Pedro Teixeira e do empresário de social media Tiago Froufe da Costa, mentores do site “Bons Rapazes”, ao produtor de vinhos do Douro Lavradores de Feitoria.

Eles Idealizaram e matutaram a Lavradores de Feitoria materializou num branco de 2016 e num Reserva tinto de 2014. “Os Bons Rapazes by Lavradores de Feitoria” chega ao mercado, em exclusivo, a garrafeiras e restaurantes.

 

Dois vinhos, duas marcas

BonsRapazesVB2016_72.jpg

 

Com um perfil jovem, frutado e fresco, esta primeira edição do ‘Bons Rapazes branco’ é um DOC Douro de 2016. Versátil e descomplicado, é um vinho para o dia-a-dia. De cor cítrica, resulta do blend das castas Malvasia Fina, que lhe confere elegância, Gouveio, que intensifica a frescura que casa bem com o aroma e o sabor frutados das castas Síria e Sauvignon Blanc. Um vinho submetido a fermentação e estágio em inox, detalhe que enaltece a boa presença de fruta. A mineralidade e a acidez equilibrada conferem-lhes uma complexidade e um final longo na boca.

 

 

 

BonsRapazesVT2014_72.jpg

 

O ‘Bons Rapazes Reserva tinto 2014’ nasce de um conjunto de sensações que convergem na escolha da Touriga Franca, proveniente de uma parcela de vinha do vale do rio Pinhão, lugar do Douro onde esta variedade se revela mais fresca e elegante. À casta que desempenha o papel principal deste vinho juntou-se a Tinta Roriz e a Touriga Nacional, num trio de castas de vinhas com mais de 30 anos. A fermentação foi feita em cubas de inox e lagares de pedra, seguida de um estágio de 50% do lote em inox, 25% em barrica de carvalho francês novas e 25% em barrica de carvalho francês de segundo ano, durante 12 meses. Resultado: o seu conjunto confere uma cor vermelha viva e profunda a este tinto. No nariz, revela-se muito aromático e elegante, predominando as notas de frutos vermelhos maduros, como a cereja preta e o cassis, graças ao estágio em barrica de carvalho francês de segundo ano, do qual se realçam, ainda, – e em boca – as especiarias. Ao mesmo tempo, denota frescura, tornando-o um vinho equilibrado, de boa estrutura e que promete longevidade em garrafa.


publicidade
Publicado por

Clica para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

também poderás gostar disto.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"