we are social!

Hi, what are you looking for?

Sem categoria

Ministério Público acusa Tony Carreira de plágio

Este conteúdo tem 4 anos e poderá estar desatualizado.

 11 músicas, 11 plágios: pode resumir-se assim a acusação do Ministério Público (MP) feita a Tony Carreira e ao compositor Ricardo Landum, noticía hoje o jornal Público, citando a agência Lusa

O despacho de acusação do MP faz referência a “Depois De Ti Mais Nada”, “Sonhos Do Menino”, “Se Acordo E Tu Não Estás”, “Adeus Até Um Dia”, “Esta Falta De Ti”, “Já Que Te Vais”, “Leva-me Ao Céu”, “Nas Horas Da Dor”, “O Anjo Que Era Eu”, “Por Ti” e “Porque É Que Vens”: “As obras descritas são exemplos de atividade ílicita do arguido Tony Carreira, o que resulta do confronto da obra genuína alheia com a obra supostamente criada pelo arguido, por vezes com a participação do arguido Ricardo Landum, sendo que tais obras foram analisadas através de perícia musical”, diz o MP. 

A acusação explica que “os arguidos aproveitam a matriz de obras alheis, utilizando a mesma estrutura, melodia, harminia, ritmo e orquestração e, por vezes, a própria letra de obras estrangeiras que traduzem, obtendo um trabalho que não é mais do que uma reprodução parcial do original, não obstante a introdução de modificações”. 

Já antes Tony Carreira alterou a sua qualidade de “autor” para “adaptador” das músicas “Depois De Ti Mais Nada”, “Se Acordo E Tu Não Estás” e ” Sonhos De Menino”, junto da Sociedade Portuguesa de Autores. O MP acrescenta que, em 2013, o cantor “chegou a acordo com certas identidades que reclamaram os seus direitos”. No entanto, a alteração de autor para adaptador só acontece depois de confrontado com a falta de genuidade e de integridade das suas ‘obras’ (sic)”. 

Os autos tiveram origem numa queixa-crime apresentada pela Companhia Nacional de Música (CNM), em que é referido que o cantor “se dedica à usurpação e plágio de obras de outros autores pelo menos desde 2012”. 

A agência Lusa tentou contactar os advogados de Tony Carreira e da CNM mas sem sucesso. 

Publicado por

Clica para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

também poderás gostar disto.

Televisão

Ação da série desenrola-se na fronteira entre a Bélgica e os Países Baixos

Televisão

Al Jazeera mantém-se, no entanto, nas restantes plataformas do serviço.

Em destaque

Ao todo, são três adições à grelha de canais disponível em mobilidade.

Em destaque

Acordo permitirá "a implementação de um serviço de bibliotecas públicas de qualidade no território"